Archive for junho \30\UTC 2009

Rapidinhas

junho 30, 2009

É isso colegas noobs, depois de um tempo coletamos mais um pouco de conteúdo fecal e vamos a mais um mix de merdas postadas e públicadas na IWC (Internet Wrestling Community).

Começamos é claro com um dos atletas mais comentados do momento. Jeff Hardy.

Sim Jeff Hardy, o cara que sempre chega, mais pouco ganha, está na crista da onda. Afinal está quase chegando no recorde do Rhoidtista no numero de title shots.

Vamos começar com o blog que já é freguês aqui no UN, o blog “Jeff Hardy The Enigma”. A nossa amiga que eu nem sei quem é, mas uma vez teve um domingo daqueles. E sinto dizer que provavelmente a agonia vai se prolongar. Mas eu não vou colocar mais um desabafo após mais uma derrota do Jeff e sim um post emocionante feito pela nossa amiga administradora do blog. Preparem os lenços.

desabafo1
desabafo2

Eu sei que é uma maldade ficar rindo da desgraça dos outros (é uma maldade, mas é divertido). Mas o mais cruél é que além de rir o pessoal ainda anda tentando abrir os olhos da irritadissima fã do Hardy. Ou simplesmente querem importuná-la mesmo. Mas olhem pelo lado positivo. O blog anda tendo mais audiência do que de costume.

Confiram!

Mas alheio a isso tudo tem gente que prefere relembrar das glórias do passado.

Eis a questão...

Eis a questão...

Eu só não lembro bem quando ele ganhou esse título. Mas se ganhou tem gente que não gosta. Nem todo mundo é fã do Jeff.

Tá aí a razão?

Tá aí a razão?

Pois é, batem um boquete, ou chupam um gordo!

….

Agora deixando o Hardy de lado, vamos falar um pouco de gente menos importante, mas tão corajosa quanto.

Como é bravo esse Finlay hein... Aguentou sem dizer AI!!!!

Como é bravo esse Finlay hein... Aguentou sem dizer AI!!!!

E agora cinco cagadas em sensacionais:

Esse negócio de virar o olho que arde em seguida...

Esse negócio de virar o olho que arde em seguida...

Eu tenho certeza quase que absoluta que o Undertaker não fez nenhuma "sirurgia". E que o PLL não noticiou isso.
Combinação sensacional entre um retardado e uma ferramenta maluca do Google!

Combinação sensacional entre um retardado e uma ferramenta maluca do Google!

Sonsos?

Sonsos?

E aí? Morreu?

E aí? Morreu?

E prá finalizar… “Mande sua rima para a WWE”.

El el el... Nosso forte é a rima.

El el el... Nosso forte é a rima.

Envie sua rima para a puta que pariu.

Crônica do Mark – Crônica Bonitinha 2

junho 24, 2009

Olá amigos noobs, eu sei que a função de zoar os outros aqui no blog é do dono, o Kwellada. Mas ele pediu para eu ler uma crônica e eu resolvi fazer alguns comentários sobre ela.

A crõnica foi públicada no blog Get Ready The Rumble na sessão “Farofa do Raposa” e se chama “Comportamentos clichês que não agüentamos mais ver em fãs de luta livre!”.

Nome pequeno né!

A crônica fez até muito sucesso, gerou bastante discussão, mas eu acabei vendo mais coisas do que os que comentaram acabaram vendo. Eu podia apenas deixar alguns comentários lá, mas não teria a menor graça.

A Farofa do Raposa!

A Farofa do Raposa!

Eu fiquei meio com medo do cara que escreveu o texto me xingar, mas ele deve ser muito bem humorado, afinal exige isso dos seus leitores. Portanto, não leva a mal não Raposão.

Isso aí, não seja um Bumbu Molenga!

Isso aí, não seja um Bumbu Molenga!

“Pra começar… Nada melhor do que falar dos fanáticos pela WWE… Essa galera aqui não conhece luta livre praticamente…”

Eu sou fanático por WWE e conheço luta-livre. Me senti ofendido logo de cara, devo ser um bumbum molenga. Eu sei que o Kwellada também é fanático por WWE, é praticamente a unica coisa que ele assiste. Será que o requisito para ser fanático por WWE é não entender de luta-livre? Hummm. O Raposa deve entender pra caramba!

“Esse tipo de fã é pior do que ressaca em segunda feira… Tudo que acontece na WWE parece perfeito para eles… A Wrestlemania 25 foi uma diarréia total (salva vagos momentos) e para eles foi melhor que uma noite de amor excessivo com alguma das divas (ou por que não duas?)… ou para os românticos, com a mulher de seus sonhos.”

Eu achei a Wrestlemania 25 superhyperultra-legal, principalmente por causa da vitória do meu idolo John Cena. O Raposa não gostou, logo quem gostou é irritante… Ok.

” A questão é… Todos sabem de como a WWF foi muito melhor… O ano de 2004 (no qual eu comecei) foi ótimo…

Não é possível que esses SACRIPANQUIAS MALDITOS achem que a WWE atualmente é perfeita e a defendam como se fosse o Santo Graal que salvará a humanidade…

Por falar em santo graal, assista Monty Pyton…”

Eu tenho uma tática para reduzir pérolas… Apelar para o Google. Eu resolvi fazer isso nesse caso. Escrever “sacripanquias” no Google só para ter certeza sabe.

O unico sacripanquia do Google!

O unico sacripanquia do Google!

O cara é inteligente, inventou uma palavra, assim fica muito mais fácil de ser encontrado no Google. Já que ele é o unico. Se mais algum maluco trocar sacripantas por sacripanquias vai direto na crônica dele.

E por falar em Monty Pyton… Assistam Monty Python!

Falando mal do John Cena?

Falando mal do John Cena?

“Colt Cabana é meu exemplo…

Ele tem habilidade para falar no microfone, em minha opinião tão boa quanto o John e sabe lutar muito melhor… Fazer um novo ídolo como é o Cena hoje em dia é fácil… Mas enfiaram um figurino ridículo no Colt e o faziam de jobber… Quem ia gostar dele?

Mas é fácil gostar de um rapper-gangster-soldado que alopra todo mundo e sempre vence…

Acabei falando mal do Cena… Mas foi para mostrar que eu e muita gente temos motivos para não gostar dele… Mas tem gente que nem sabe dizer o porquê não gosta… A não ser a mesma frase de sempre “porque ele não dá saltos suicidas como o Jeff Hardy”.”

Como esse cara tem coragem de falar mal do John Cena, o maior lutador de luta-livre do mundo? Esse cara não entende nada mesmo. Nem sei quem é esse tal de Colt aí. Pior que eu perguntei para o Kwellada sobre essa tal roupa ridicula e ele me disse que o tal Cabana que na WWE se chamava Scotty Goldman sempre usou roupas ridiculas, desde quando lutava em fundo de quintal.

Roupas ridiculas que a WWE dá aos lutadores da ROH!

Roupas ridiculas que a WWE dá aos lutadores da ROH!

Meu Pffaaaaaiii!!!

Meu Pffaaaaaiii!!!

“E sempre tem alguém que entra e começa a falar de federações que quase ninguém assiste, ou de lutadores que quase ninguém conhece e que tudo mundo está condenado ao inferno por falarem somente de WWE e esquecer de outras federações melhores… (mesmo que o assunto seja a nova roupa da Melina).”

Pois é nisso eu concordo inteiramente, tem gente que vem com essa história de Colt Cabana aí. Ninguém conhece esses caras.

“Só que esse cara, se esquece que de um jeito ou outro, ele já gostou e foi fã de WWE em algum momento…(Ou pelo menos assistiu…).”

Esqueceu de falar que esse cara começa a dizer que os fanáticos por WWE não entendem de luta-livre.

“Só que tem gente que abusa ou finge ter conhecimento para se achar o “fodão” que sabe de tudo e que tudo que fala deve ser seguido como religião…

O cara chega a ser pior que Henry Cristo.”

Henry Cristo?

Henry Cristo???

Henry Cristo???

História do Brasil.

História do Brasil.

“Momento cultural da Farofa: O povo brasileiro sempre foi incentivado a gostar do produto estrangeiro desde os tempos de colônia, para que consumisse o que vêm de fora e assim dar lucros para a metrópole (no caso Portugal).”

Momento cultural do Mark. O Brasil na condição de colônia não era consumidor dos produtos de Portugal e sim produtor dos produtos que Portugal recebia de graça. Tirei B em história.

Tudo que eu busco é reconhecimento!

Tudo que eu busco é reconhecimento!

É isso aí eu espero que o Raposa não leve a mal, afinal tem que ter senso de humor né. Essa coisa de listar os defeitos dos outros é bem legal, afinal o que é feito aqui no Universo Noob não é muito diferente disso. Defeitos irritam, os dos outros menos que os nossos. Agora o perigo é quando você começa a se contradizer. Criticar alguém que só gosta de WWE em um item, criticar quem critica quem só gosta de WWE no item a seguir. Criticar quem critica o Cena e criticar o Cena logo em seguida dá a idéia de alguém com transtorno bipolar!

Crônica completa.

Eu queria agradecer o Ricardo Vampirinho, o menino ansioso. Ele que nos recomendou o artigo. O legal é que ele foi um dos que mais comentou e disse que havia gostado e tal… Mas depois deve ter mudado de idéia. Além de ser o autor da primeira crônica bonitinha.

É isso aí. Uma abraço para vocês, seus “sacripanquias”.

A Entrevista

junho 24, 2009

Confesso que quando eu criei isso aqui eu achava que a coisa não ia durar muito. Pra mim seria uma brincadeirinha interna da WW BRASIL e como a maioria do material fecal fabricado estava no arquivo da comunidade, logo o conteúdo acabaria e o blog morreria naturalmente. Mas amigos a coisa não saiu como eu imaginava, a quantidade de cagadas parece não acabar nunca.

Essa logo abaixo já é indicada para o prêmio Braden Walker dos piores do ano!

Os blogs mais competentes frequentemente vem conseguindo fazer, via internet, breves entrevistas com wrestlers do circuito independente americano. Isso é muito interessante porque são entrevistas mais sinceras, sem compromisso apesar de sempre terminar com “adoraria lutar aí no Brasil” .

Eu disse os “Blogs mais competentes” né.

Eu não incluo o tal “Extreme Alliance” nessa. Eu não sei quem é ou quem são os donos desse blog, mas eles precisam aprender algumas lições. A primeira delas é que entrevistas para serem publicadas tem ao menos que terem existido realmente.

Entrevista com John "Zadig" (sic).

Vamos supor que essa entrevista seja verdadeira, com certeza poderiamos supor também que o John Zandig estava travado de bebado. Ou tinha acabado de tomar com umas light-tubes nos cornos. Afinal esqueceu do Rick Blade, Nick Gage e Justice Pain que começaram a fazer os primeiros combates da CZW com ele.

E também não sabe quem começou a fazer lutas hardcore. Antes do Terry Funk o pai dele Dory Funk Sr. já fazia esse tipo de combates.

.”Eu acho que o Zandig frequenta a WWE [OFICIAL].

Eu chamaria isso de recaida, aquela hora que você se entrega. Só faltou falar mal do John Cena e do Batista. Que o Vince podia se aposentar e entregar tudo na mão do Shane e aí a WWE voltaria a ser HARDCORE CARALHO!

Não precisa ser muito esperto para perceber que essa entrevista é lorota. Como houveram alguns protestos o dono do blog resolveu fazer esclarecimento.

Pelo "geito" ele acreditou mesmo. "Sinseramente" viu...

Ok. Cada um acredita no que quer né. Agora se você banca a parada não adianta dizer que a publicação da entrevista nada tem a ver com o blog.

Mas o melhor mesmo é o print da conversa do entrevistador com o John Zandig. Sim amigos, o dono da CZW tem MSN.

Fucking Awesome!

Fucking Awesome!

É incrivel que o Zandig erra de cara o próprio sobrenome. E escreve Brasil com “S”.

Eu vou mandar uma entrevista que eu fiz com o Vince via ICQ. Será que eles públicam?

O Expert – Capitulo 6

junho 20, 2009

Depois de um longo tempo voltamos com mais um capítulo de “O Expert”. E nesse capítulo trataremos de um tipo de fã de wrestling da pior espécie. O Expert em Attitude Era.

Gente de Attitude!

Gente de Attitude!

Attitude Era, os anos de ouro do pró-wrestling americano, quando a antes WWF agora WWE abandonou de vez a linguagem infantil e partiu para uma temática mais adulta, mais agressiva, partiu para o HARDCORE CARALHO.

attitude

Eu não vou ficar aqui contando a história da Attitude Era, isso é coisa de expert. Esse sim vive escrevendo crônicas, citando os acontecimentos da famigerada época, pedindo a volta do The Rock, do Stone Cold, do Taka Michinoku (mentira).

Volta TAKA!

Volta TAKA!

O expert em Attitude Era acha tudo que é atual na WWE é ruim, bom mesmo era no tempo da Attitude Era. Naquele tempo não haviam esses segmentos toscos, como beijos na bunda do Vince, gordos esfregando a bunda na cara do outro ou uma velha dando luz a gosma verde alienigena.

Isso não existia na Attitude Era!

Isso não existia na Attitude Era!

“O JBL devia voltar a ser o Bradshaw”; O expert não viu muitos combates do Bradshaw mas é legal dizer que o Bradshaw é mais legal.

“O melhor combate do Stone Cold é contra o The Rock na Wrestlemania”; Tá longe de ser, mas é o combate mais facíl de se encontrar no Youtube.

“O Kane na Attitude Era era foda, hoje em dia ele é um jobber”; O Kane na Attitude Era foi tão valorizado quanto o Tommy Dreamer na Old ECW, a diferença é que ele conseguiu dormir com o titulo.

“A WWE podia fazer uma TLC 6 man Hell in a Cell Inferno match pelo Divas Championship”; Devaneios de expert em Attitude Era.

“Será que teremos uma Attitude Era 2.0?”; Isso é coisa do João Noobão mesmo.

A verdade é que o Expert em Attitude Era tem um problema crônico de saudosismo. ele não consegue encarar que isso tudo já passou, aliás passou a tanto tempo que ele nem assistiu, não viveu, baixou alguns combates, viu um tributo no Youtube e se acha no direito de exigir que as coisas voltem a ser como antes.

O bom mesmo seria se a TNA passasse a WWE e aí sim teriamos uma Attitude Era 2.0.

Attitude Era 2.0

Attitude Era 2.0

Blog Bonitinho

junho 15, 2009

Como estou com falta do que fazer hoje vamos fazer uma pequena tour pelas merdas que andam fazendo por aí na internet.

Lembram do que eu escrevi sobre a crônica bonitinha? Aquela feia arrumada? Pois é, não é só com as crônicas que isso acontece, existem blogs na internet que padecem do mesmo mal. Um layout bonitinho,mas um conteúdo que não é lá essas coisas!

Um bom exemplo disso é o Universo WWE. Essa coisa de colocar a palavra universo em nome de blog não é algo lá muito original.

Estou incerto de que essa palavra está correta!

Estou incerto de que essa palavra está correta!

considerado

Só tenho que avisar o cara que o Misawa não só era considerado wrestler LENDA, como realmente era um wrestler e considerado lenda.

Coberta de que???

Coberta de que???

Eu ví o video só pra tentar entender a piada, mas fui incapaz!

Quais questões?

Quais questões?

Estamos no aguardo… Das questões!

Como um bom blog que se preze o Universo WWE também tem crônicas. Eu vou até recomendar ao Mark, crônista aqui do UN que leia essas crônicas espetaculares e aprenda com quem sabe!

Desaprendi tudo o que eu sabia sobre lucha-libre!

Desaprendi tudo o que eu sabia sobre lucha-libre!

Essa aqui é clássica. Estava guardada no meu arquivo já a algum tempo esperando o momento oportuno.

Nem farei comentários, o conteúdo fala por sí só!

hbk

… Ronaldo!

Crônica do Mark – Extreme Rules

junho 12, 2009

Olá noobs, estou de volta e muito feliz. O Kwellada disse que eu sou o melhor crônista do blog. Tudo bem que eu sou o único, mas é sempre bom receber elogios.

Dessa vez eu tô aqui pra falar do último PPV da WWE, o Extreme Rules, que aconteceu no último domingo. O Extreme Rules como bem diz o nome, é extreme ao extremo. Todo mundo diz que a WWE agora é pra criancinhas, mas o Extreme Rules não, é pra gente grande, porque tem muita viôlencia. Por isso eu assisto escondido dos meus pais.

Fogos para o Extreme Rules!

Fogos para o Extreme Rules!

A primeira luta foi com quatro competidores e valia o campeonato dos Estados Unidos, o cinturão tem até a bandeira dos Estados Unidos desenhada. O estranho é que o campeão dos Estados Unidos é jamaicano. Isso tá bastante errado né. É a mesma coisa que se o Vasco ganhasse o Campeonato Paulista e olha que o Vasco não ganha nem o Campeonato Carioca.

Kofi Kingston o jamaicano campeão americano!

Kofi Kingston o jamaicano campeão americano!

Os lutadores eram MVP, Matt Hardy (traidor safado), William Regal e o campeão Kofi Kingston. Desses lutadores o que eu menos gosto é o Matt Hardy, porque ele é um traidor, tirou o cinturão do próprio irmão duas vezes e ainda finge que está com o braço quebrado só pra usar o gesso na cabeça dos outros. O Regal eu também não gosto, porque ele não luta nada mesmo e já é velhinho coitado. O MVP é um cara muito legal, eu sempre falo “Ballin” junto com ele. Mas o melhor mesmo é o Kofi Kingston, porque ele é um flyer extreme. Flyer porque ele voa e extreme porque ele começou na terra do extreme o ECW.

O vencedor foi o Kofi, ele ganhou com um chute giratório no William Regal. Falei que o Regal era o mais fraquinho mesmo.

O otario do Regal recebendo o que merece!

O otario do Regal recebendo o que merece!

A segunda luta foi com um dos meus grandes idolos contra um dos caras mais chatos da WWE. Rey Mystério contra Chris Jericho. O Chris Jericho era um cara legal quando era Y2J, mas agora ele virou um sujeito muito chato que só vive reclamando do WWE Universe, parece o pessoal da WW BRASIL. O Rey Mystério é o meu idolo, ele já inspirou grandes lutadores como o Mil Mascaras e o Gois Mystério.

Gois Mystério se inspirou no Rey!

Gois Mystério se inspirou no Rey!

A luta era uma No Holds Barred que é uma luta que vale tudo. Eu não gostei nada dessa luta, porque o Rey Mystério deu vários golpes flyers extreme e o Jericho só venceu porque roubou a mascara do 619. Isso é uma vergonha, a luta devia ser anulada, porque um lutador não pode roubar a mascara do outro. Até podia porque valia tudo na luta, mas mesmo assim foi injusto.

O vagabundo do Jericho com a mascara roubada!

O vagabundo do Jericho com a mascara roubada!

Depois dessa safadeza que fizeram com o Mystério chegou a hora do monstrengo Umaga contra o CM Punk. O CM Punk é muito legal porque ele não bebe e não usa drogas. É engraçado porque o CM Punk tem muitas tatuagens e meu pai sempre disse que isso é coisa de maloqueiro.

Eu não gosto do Umaga ele só sabe gritar e tem uma bunda maior do que a da minha tia Firmina que é gorda e vive suando. O combate era uma strap match, eles ficaram presos pelo pulso em uma grande cinta de couro e quem tocasse os quatro corners primeiro vencia. Bem legal isso. O CM Punk conseguiu ganhar do Umaga ainda bem, e o mais impressionante é que ele conseguiu dar um “Vai dormir” no gordão. Isso é impressionante porque o CM Punk não é fortão igual o Cena e o Batista.

CM Punk se borrando com o Umaga nos ombros!

CM Punk se borrando com o Umaga nos ombros!

A próxima luta foi da ECW. Tommy Dreamer vs Christian vs Jack Swagger. Nessa luta eu torci muito pelo Dreamer. Eu não gosto muito dele, porque ele é velho e gordo, mas se ele não ganhasse ele ia ficar sem emprego e eu não gosto de desejar mal para os outros né. O legal é que o Tommy nem sabe lutar direito, ele sempre perde pra todo mundo, mas como a luta era Hardcore Baralho (eu não posso escrever palavrão) ele teve a chance de vencer. Ele deu uma muletada no Swagger e ganhou. Muito extreme cara. O Dreamer agora é campeão, mas eu acho que ele vai perder logo, porque ele é muito fraquinho.

Dreamer garantido o leite das crianças!

Dreamer garantido o leite das crianças!

Depois disso teve uma luta que não foi bem uma luta. A insuportável da Vickie Guerrero contra a irmã gemea do Santino Marella, a Santina Marella. Ela é muito parecida com ele mesmo, tem até as mesmas tatuagens, impressionante. A luta era em um chiqueiro, ao lado de um monte de porcos. Muito nojento. O puxa saco do Chavo Guerrero ainda tentou ajudar a Vickie mas a Santina é muito forte, parece até um homem e ganhou. Agora ela é Miss Wrestlemania de novo.

Vickie e Chavo chafurdando na lama!

Vickie e Chavo chafurdando na lama!

A próxima luta foi a melhor da noite, o meu idolo, o melhor lutador do mundo, Batista. Contra a vibora Randy Orton. O Randy como sempre aprontou antes da luta ele deu um chute na cabeça do Flair que é velhinho e acabado. Agora o Animal Batista jurou se vingar e ainda mais que eles iam ficar trancados dentro da jaula. Aí sim, o Randy não é bravão? Quero ver o que ele ia fazer trancado na jaula com o animal.

Batista prometendo vingança!

Batista prometendo vingança!

O Batista nem precisou de muito tempo e acabou com o Orton com o poderoso Batista Bomb e se tornou o Campeão da WWE, eu fiquei super emocionado e pulei muito. BATISTAAAAAAAAAA!!!!!!

O novo campeão Batista soltando um animal!!!

O novo campeão Batista soltando um animal!!!

Agora o segundo melhor combate da noite. Segundo porque não valeu nenhum titulo, mas valeu a honra e a carreira do grande lutador, John Cena. O Big Show disse que ia acabar com a carreira do Cena, ele só quer fazer isso porque tem inveja do Cena que já venceu ele um monte de vezes. A luta era um combate de submissão, venceria quem fizesse o outro desistir primeiro da luta. Isso é muito facil para o Cena porque ele já fez um monte de gente desistir, o problema é que o Big Show é muito grande e o Cena não conseguia encaixar o STF nele.

Nem assédio sexual faz o grande Cena desistir!

Nem assédio sexual faz o grande Cena desistir!

Isso me deixou muito nervoso durante a luta, porque eu fiquei com muito medo do Cena perder. Mas ele foi muito esperto, ele prendeu a perna do Big Show na corda e apertou o pescoço dele até ele desistir!

Cena detonando o gordo filho da fruta!

Cena detonando o gordo filho da fruta!

“CHUPO GORDO FILHO DA XUXA!!!!!!!!!”

É isso aí!!!

É isso aí!!!

A última luta foi a vergonha da noite. Foi uma luta de escadas entre o Jeff hardy e o Edge. Eu não gosto do Edge, ele quer sempre dar uma de espertinho e só ganha os titulos por causa da mulher dele a gorda da Vickie. Mas a Vickie tava brava porque perdeu na lama para a Santina e disse que dessa vez não ia ajuda-lo. Bem feito. Além do mais o Jeff Hardy é o mestre da luta com escadas, ele não tem medo do perigo e também é um flyer extreme, além de ser technical também.

A luta foi muito extrema e os lutadores correram muitos riscos, eu temi pela vida dos dois, porque teve o irmão do Bret Hart o Owen que morreu quando caiu de uma altura muito grande e isso seria muito ruim se acontecesse. Mesmo com o Edge que é um cara do mal.

Um combate com muitas extremidades!

Um combate com muitas extremidades!

Mas como eu disse o Jeff Hardy é o rei das escadas e sem a ajuda da Vickie e sem o Matt para atrapalhar o Jeff, o Edge não teve chances e o Jeff Hardy venceu a luta se tornando o campeão do mundo.

O Edge se ferrou!!!

O Edge se ferrou!!!

Cara eu pulei muito no meu quarto e até tomei um bronca dos meus país porque já era muito tarde. O injusto é que eu nem reclamo quando eles fazem barulho de madrugada. Mas a minha alegria durou pouco, porque derrepente toca a musica do CM Punk. Acontece que o CM Punk é o dono da mala do dinheiro no banco, mala que ele pegou na Wrestlemania em uma outra luta de escadas. O Punk podia pedir uma luta valendo o cinturão a qualquer hora e ele aproveitou pra fazer isso na hora que o Jeff estava fraquinho porque lutou com o Edge. Eu gostava do Punk, mas ele foi muito sujo e desleal com o Jeff, isso não se faz, a WWE não devia permitir uma coisa dessas, porque o PPV já devia ter acabado na hora que o Jeff ganhou, sempre acaba depois que o campeão ganha o titulo e dessa vez eles ficaram esperando, sacanagem.

O coitado do Jeff ainda tentou resistir, mas ele tava muito debilitado e o Punk ganhou o titulo dele. E ficou lá todo feliz comemorando. Não tem nem vergonha na cara, ganhou injustamente e ainda comemora.

Punk todo maroto com o seu titulo!

Punk todo maroto com o seu titulo!

A vitória do Punk não agradou ninguém!

A vitória do Punk não agradou ninguém!

Comovente!

Comovente!


O Extreme Rules foi um PPV mais ou menos, teve muita coisa extreme e muita violencia, mas também teve muita coisa ruim, como a derrota do Rey Mystério e do Jeff Hardy. Mas pelo menos o Cena e o Batista venceram. Mas isso já era certo porque eles são os melhores mesmo.

Nota 6 para o extreme Rules!

O Expert – Capitulo 5

junho 9, 2009

Olá companheiros do Universo Noob, voltamos para mais um capitulo da grande saga do expert. Nesse texto tratarei de uma espécime rara, um ser um tanto quanto selecionado, que se confunde com outros seres, mas é unico. O Expert em Puroreso!

Assim como o elefante voador, o expert em puro é um espécime rara.

Assim como o elefante voador, o expert em puro é um espécime rara.

O expert em puro é tão peculiar que é preciso antes traduzir a palavra puroreso para os noobs. Estamos tratando da luta livre praticada na terra do Sol Nascente. Sim, até o nosso querido pro-wrestling tem um apelidinho no oriente. Ok, mas vamos voltar a droga do expert.

O expert em puro também já foi um fã de WWE, mas isso já passou, ele acha até melhor que esqueçam. Afinal quem bebe dos melhores vinhos não quer ser marcado por já ter bebido cachaça. Mas aquele ex-fã da WWE acabou tendo contato com a luta no outro lado do mundo e acabou indo ao delirio ao ver o nível de insanidade dos japas. O jeito mais duro da luta japonesa acabou fazendo com que o novo fã começasse a achar que na WWE tem um bando de bichonas que só sabe dar soquinho falso.

As versões japonesas são bem melhores para o expert.

As versões japonesas são bem melhores para o expert.

Para o expert, lutador de verdade está no japão, lá a porrada é de verdade. Aliás quando um lutador quase mata o outro com um golpe é que a coisa boa. Não importa que quase todos os outros quesitos do pró-wrestling sejam deixados de lado… Work? Work de cu é rola. Isso é coisa de idiota, vai assistir novelinha da WWE mané. Eu quero ver é King’s Road, strong style foda. É Assim que pensa um verdadeiro expert.

Exemplo da perv... Agressividade japonesa!

Exemplo da perv... Agressividade japonesa!

Você vai ouvir ou ler que os programas da WWE ou da TNA quase não tem lutas, bom mesmo é a NOAH ou a Dragon Gate, pois os promotores estão preocupados em exibir combates. Nesse ponto já vimos que a essa altura o expert ignora o fato de que os programas americanos obedecem os formatos televisivos de seu país e que os programas semanais de pró-wrestling americano são na verdade seriados de tv e não um programa esportivo.

Outra coisa que você vai ler é que o lutador americano tal não aguenta meia hora de porrada com o japonês tal. Há até quem diga que o lutador tal também não aguentaria 10 minutos contra uma lutadora japonesa. Ok.

Yokozuna o grande lutador japonês e ao fundo Bret Hart pronto para enfrenta-lo.

Yokozuna o grande lutador japonês e ao fundo Bret Hart pronto para enfrenta-lo.

As vezes há uma pequena confusão, o expert em puro geralmente também é fã de indys americanas. E é um expert em indy também. A confusão é tão grande que tem gente que acha que as federações japonesas são indenpendentes e isso é o fim para um expert em puro.

Além dos lutadores o público japonês é muito melhor que o americano. Eu sinceramente não entendo como se julga público, afinal é tudo questão de cultura. Os narradores japoneses também são melhores que os americanos, afinal eles passam mais emoção. E aí leia-se “Eles gritam como macacas prenhas” e os americanos são mais contidos… Geralmente.

Publico japones!!!

Publico japones!!!

Eu também grito feito macaca prenha!!!

Eu também grito feito macaca prenha!!!

No fim de tudo o expert em puroreso é mais um daqueles com a contagiosa Sindrome de Underground Adquirida, a diferença é que ele foi contaminado com uma variante japonesa dificil de ser isolada e sem perspectiva cura.

Zé Mizawa a grande farsa do Japão.

Zé Mizawa a grande farsa do Japão.

Enquanto isso…

junho 8, 2009

Enquanto isso no site da WWE…

WWE para todas as idades!

WWE para todas as idades!

Colunão do Noobão – A História da WWE

junho 7, 2009

Olá amigos hoje o espaço vai para João Noobão que vai nos contar a maravilhosa história da WWE, de um ângulo que ninguém conhece.

A história da WWE

Vince K. McMahon, também conhecido como velho-decrépito-fdp-pqp-nunca-mais-assisto-WWE, é dono da maior empresa do mundo no ramo do wrestling. Isso todo mundo já sabe. O que poucos sabem é como o velhote transformou a WWE neste gigante, que fatura na casa de centenas de milhões e que produz ídolos da juventude, como Hulk Hogan, Undertaker e Batista. Eu contarei para vocês como começou essa farra!

Tudo começou com Vince J. McMahon, pai do atual dono da WWE. Vince J. tinha uma empresa chamada WWWF (World Wide Wrestling Federation). Porém, não tinha o tino comercial de seu filho. Além disso, sua empresa estava acumulando prejuízos gigantescos. Com isso, Vince J. resolveu vender a WWWF ao primeiro otário que aparecesse na sua frente. E não é que o otário foi justamente seu filho, Vince K? De início, Vince J. pensou em trocar a WWWF por duas mariolas e os direitos federativos do nome “Captain Lou Albano”, que ele achava um nome bonito e style. Mas, pensou direito e viu que o filho iria desconfiar da proposta, um tanto quanto baixa para uma transação de tamanhos momescos. Vince K. era dono da Titan Sports, uma empresa que fez joguinhos de vídeo games e bonequinhos de lutadores e Vince J. era um velho falido, que tentava recuperar a dignidade. A transação foi feita, com o pai vendendo a empresa ao filho por alguns milhões e o compromisso de tirar um W do nome da empresa. Ali nascia a WWF!

Vince McMahon Sr, pai de Vince McMahon

Vince McMahon Sr, pai de Vince McMahon

Fruto de uma parceria entre Vince K. (que entrou com o dinheiro) e Hulk Hogan (que entrou com a estrela), a WWF transformou o mundo do entretenimento, englobando 30 empresas de luta livre espalhadas pelos EUA, grandes lutadores, profissionais respeitados e toda uma estratégia de merchandising. Enquanto Vince K. colocava dinheiro na empresa e contratava mais profissionais capacitados, Hulk Hogan percorria o mundo inteiro, fazendo a fama da WWF. E este tour chegou ao Brasil, em um evento onde Hulk Hogan lutou ao lado de Antonio Aquino, em uma Acid’s Head Match, combate em que o vencedor seria aquele que jogasse ácido na cabeça do oponente. O evento foi um sucesso estrondoso e superou o campeonato intercontinental que deu a Bruno Sammartino o título, numa luta no Rio de Janeiro, contra Buddy Rogers.

Aquino e Hogan, comemorando o título com B.A. Barakus

Aquino e Hogan, comemorando o título com B.A. Barakus

O sucesso da WWF foi estrondoso e nada parecia ser capaz de tirá-los do topo, certo? Errado! Como qualquer empresa com ações na bolsa, a WWF sofria com o humor variável de seus acionistas. E boa parte deles, da ala ambientalista, reclamavam que a luta livre era o carro-chefe, enquanto que a vida selvagem era deixada de lado. Para piorar a situação, Hulk Hogan e Vince K. se separam, alegando incompatibilidade de gênios. Embora ainda fosse dono da WWF, Hulk Hogan partiu para o seu próprio negócio, a WCW, empresa de luta livre concorrente e ascendente.
A WCW prosperava e criava grandes estrelas. Foi neste período que astros como Chris Benoit, Rey Mysterio, Eddie Guerrero, Sting, Booker T e muitos outros surgiram na luta livre. Em contrapartida, a WWF tentava reformular seu elenco, além de continuar com as brigas, crises e descontentamentos da ala ambientalista. A WCW começava a ganhar espaço e tirar as estrelas da WWF. Saíram Diesel, Razor Ramon, Lex Luger e outros, mas o grande tiro da WCW foi após o Montreal Screwjob (para mais, leia a Crônica do Mark aqui , quando Bret Hart desembarcou na concorrente.

Bret Hart, escondendo o dedo médio para Vince McMahon

Bret Hart, escondendo o dedo médio para Vince McMahon

Diante da cada vez mais crescente crise, Vince K. tentava desesperadamente mudar a cara de sua empresa e acalmar os ânimos dos ambientalistas. Foi aí que ele começou a contratar estrelas de cinema. O desespero nesta época foi tão grande, que ele propôs a um dos lutadores morrer, em nome da audiência. Porém, sensacionalismo nunca foi sinônimo de audiência e a morte de Owen Hart mais atrapalhou do que ajudou. Então, era hora de mudar completamente o conceito.

Owen Hart, deixa muitas saudades

Owen Hart, deixa muitas saudades

A Attitude Era começava e, com ela, a esperança de um mundo melhor para um pobre bilionário. Além disso, havia a intenção de acalmar os ambientalistas, tornando os combates mais selvagens. O sucesso foi imediato e a audiência da WWF voltou a subir, mas os ambientalistas malditos ainda chateavam Vince K.
Desesperado, Vince K. convocou os diretores da WWF e propôs um acordo. Ele desmembraria a empresa, mudaria geral e agradaria a todos. O Príncipe Philip, Duque de Edimburgo, ficou com a WWF do pandinha, uma ONG internacional que tem o intuito de proteger o meio ambiente. Ele tinha como parceiro Billie Joe Armstrong, um músico emergente, dono de outra ONG internacional protetora do meio ambiente (Green Peace). A parceria não durou muito e Billie Joe tirou sua empresa da parada, transformando-a em uma banda de rock protetora do meio ambiente acústico.

Príncipe Philip, Duque de Edimburgo. Ele pega a Rainha.

Príncipe Philip, Duque de Edimburgo. Ele pega a Rainha.

Billie Joe

Billie Joe

Contente com o primeiro peso tirado de suas costas, Vince K. se voltou ao outro problema: A concorrência! Ele chamou o outro dono da WWF, Hulk Hogan e propôs uma fusão da WWF com a WCW, desde que Booker T fosse lutar para Vince K. com exclusividade. Hulk Hogan, por sua vez, só toparia se outros lutadores como Rey Mysterio, Chris Benoit, Chris Jericho e outros, além do próprio Hogan, pudessem atuar na nova empresa. Vince topou e os amigos voltaram a se reunir. Nascia a WWE!
Dali, o sucesso foi garantido, apesar dos percalços. Estrelas de cinema não queriam mais lutar, outros quebraram o pescoço e nunca mais lutaram. Contratou-se um anão, um comedor de vermes, um gigante indiano e outras aberrações, mas a nova empresa funcionava de vento em popa. Ídolos surgiram. Além dos já conhecidos, como Triple H, Undertaker e Shawn Michaels, o sucesso bateu à porta de Edge, John Cena e Finlay.

Batista, um dos grandes nomes da luta livre mundial

Batista, um dos grandes nomes da luta livre mundial

Mas Vince K. ainda não estava feliz e o gene McMahon o incomodava: Ele precisava dar uma pernada de anão em alguém. Sobrou para o dono da WWF, recém-mudada para WWE, Hulk Hogan. Vince K. chamou um rapaz novo, em quem apostava um futuro brilhante. O nome do rapaz era Randy Orton e Vince K. achava que ele era muito belo e galanteador, além de ser um bom partido. Num belo dia, em um churrasco na mansão McMahon, Vince K. apresentou Randy Orton para a filha de seu sócio. O nome dela era Brooke Hogan, uma cantora de segunda linha, mas de beleza de primeira linha. Orton não pensou duas vezes e partiu para cima da moça, convidando-a para sair, jantar e um algo mais que só quem estava presente àquele quarto de motel pode dizer.
Ao saber o porquê do sumiço de sua filha do churrasco, Hulk Hogan se enfureceu e passou a perseguir Randy Orton. Este, ambicioso como é, sentiu ali a oportunidade de se promover na nova empresa e desafiou o agora velho Hogan a um combate. Orton perdeu o combate, mas conseguiu as duas coisas que queria: comer a moça e promover-se na companhia. Orton, hoje, é um dos campeões mundiais da WWE, enquanto Hulk Hogan é um decadente ator, participante de reallity shows nos EUA.

Brooke Hogan. Não tem talento, mas é gostosa!

Brooke Hogan. Não tem talento, mas é gostosa!

Porém, a história ainda não acabou. Vince K. colocou seu filho, Shane Brandon McMahon, como vice-presidente da WWE. Além disso, a filha de Vince K. Stephanie McMahon Levesque é casada com Triple H que, como todos sabem, é o responsável por 97% dos problemas da luta livre mundial. Quem dará a primeira pernada de anão no velhote decrépito? Só o tempo dirá!

Nota de falecimento

junho 6, 2009

Olá amigos leitores do Universo Noob eu venho aqui por meio deste post comunicar um falecimento. Uma perda irreparavel, afinal quanto menos blogs ruins, menos piadas teremos. Por isso esse post é um tributo a um blog que acaba de falecer. O espetacular “Original Wrestling”.

O Original Wrestling já pintou por aqui uma vez, o que chamou a atenção foi a honestidade em assumir que talvez faltasse organização ao blog. Com certeza faltava, mas é provavel que o defeito não foi detectado a tempo.

Honestidade é a chave do insucesso!

Honestidade é a chave do insucesso!

Mas o Original Wrestling tinha outras atrações especiais, como por exemplo: “O feio do dia”. Veja só que brincadeira mais original, afinal a originalidade estava no nome do blog!

Vejam só que originalidade!

Vejam só que originalidade!

Agora, o que mais fará falta é o nivel de conhecimento apresentado nesse blog. Eu lí coisas nesse blog que realmente eram novidades para mim até então.

Caçador remelento quente? Remelei quente no caçador...

Caçador remelento quente? Remelei quente no caçador...

Será que alguém já morreu com um finisher de verdade?”

Sinceramente as vezes Chin vira Shim!

Sinceramente as vezes Chin vira Shim!

Agora se você acha que no Original Wrestling se trocavam as letras, você está muito enganado. Eles erravam porque não sabiam mesmo!

O pilantra da tumba!

O pilantra da tumba!

Eu ouço a musica de despedida, ouço aquela canção triste que tocava enquanto o Chaves ia embora triste aos gritos de ladrão, entoados pelo seus amigos da vila. Ouço a canção da América de Milton Nascimento… Enfim.

Foi ruim enquanto durou!

Foi ruim enquanto durou!