Archive for setembro \30\UTC 2009

Crônica do Mark – As Divas da WWE

setembro 30, 2009

Então amigos noobs, está na hora de começar mais uma crônica, falando de algo que a maioria dos homens gosta (menos o Ricardo Vampirinho): Mulher! Eu vou falar sobre as divas da WWE!

Vamos falar das Divas!

Vamos falar das Divas!

Deus criou primeiro o homem e a ele deu o nome de Adão. Um belo dia, os dois comiam um churrasco com Moisés. Entre uma cerveja e outra, Deus revelou que não agüentava mais aquele cheiro de cueca e estava com planos de criar alguém capaz de virar a cabeça dos homens e que este novo ser, chamado de mulher, sairia da peça mais gostosa daquele churrasco, porque mulher tem mais é que ser gostosa. Moisés sugeriu fazerem mulher da picanha e Adão chamou Moisés de burro, porque homem não tem picanha. Deus concordou enquanto saboreava uma costela, então decidiu que a mulher sairia da costela de um homem. Como Adão zoava Moisés, foi da costela daquele que saiu a mulher. Adão protestou, porque ia ter uma costela a menos que a mulher e Deus lhe consolou: “Fique quieto! Você não sabe quantos neurônios a mais terá!”. A partir daí, a busca do homem não é por nada que não passe por elas, as mulheres!

Tieta é a unica que não foi feita da costela de Adão!

Tieta é a unica que não foi feita da costela de Adão!

Na luta livre não foi diferente. A primeira diva da WWF surgiu no ano de 1985. Miss Elizabeth era conhecida como A Primeira Dama do Wrestling, mas ninguém entendia porque, já que ela não lutava, apenas ajudava os lutadores que eram agenciados por ela. Foi explicado que sua beleza e seu sex appeal eram os atributos que a elevaram a tal status. Além disso, a concorrência na época não era lá essas coisas, já que “belezuras” do porte de Sensational Sherry, “Sweet” Saphire e Luna Vachon concorriam com ela. Miss Elizabeth era tão bonita e disputada que Lex Luger resolveu matá-la, para acabar com a disputa, no melhor estilo de engolir todas as balas de uma vez, para ninguém lhe pedir umazinha, sabem?

A linda Miss Elizabeth confundiu o pote de anabolizantes com o pote de jujubas!

A linda Miss Elizabeth confundiu o pote de anabolizantes com o pote de jujubas!

Atualmente, as divas da WWE são mais conhecidas por seus atributos físicos do que pela sua habilidade no ringue, o que gera uma gritaria imensa dos experts em luta livre. “Fulana era ótima quando lutava backyard! Hoje, na WWE, ninguém deixa lutar!”; “A Cherry era uma das melhores lutadoras do circuito indy. Na WWE, virou essa gorda horrorosa! Devia voltar para o fundo do quintal!”; “Vocês acham que a Kelly Kelly não luta nada? Deviam deixá-la ir para a CZW, porque aí vocês veriam o verdadeiro talento dela!”. Estas são frases conhecidas em qualquer discussão na grande rede que envolva divas e lutas.

Cherry tinha talento mas não lhe permitiram mostrar!

Cherry tinha talento mas não lhe permitiram mostrar!

Mesmo assim, é engraçado ver como cada um tem a sua diva preferida e o critério para escolha nunca é a habilidade no ringue. O Kwellada é fissurado pela Mickie James, a “baixinha gostosa”, como ele fala. Mas também já deu uns fungados no sovaco da Layla durante um house-show da ECW. O noob master Jão é apaixonado pela Melina. O Cruor é doido pela Lufisto, pela Sara Del Rey e qualquer outra que rebole na Shimmer. O Gui é louco na Maryse e na Gail Kim. O Fabián é louco pela Stacy Kiebler. O Igor é louco pelo Batista. O Ricardo Vampirinho é louco pelo Raposa. E por aí vai, porque diva é igual a bunda: Cada um tem a sua preferida, mas eu vou falar de algumas aqui, que considero principais:

MICHELLE MCCOOL – Ex jogadora de softball, a loirinha é linda, gostosa e muito doce. Por isso, é conhecida como M&M. Impressiona como aquilo que as mulheres têm entre as pernas conseguem tudo. Após ser jobber por muito tempo (chegou a quebrar nariz, costelas, esterno e processo xifóide) resolveu usar a xavasca para ser campeã. Deu a cova para Undertaker entrar e quando ele saiu, ela era campeã. É a atual campeã feminina da WWE.

MICKIE JAMES – A preferida do Kwellada e outros também já rodou bastante, mas jamais para se dar bem na companhia. Ou alguém acha que namorar Joey Mercury e Kenny Dykstra dá futuro a alguém? Houve rumores de que ela teria dado uns pegas em John Cena também, mas tal rumor nunca foi confirmado e ela levou o título feminino algumas vezes até derrotar Maryse e levar o título de divas. Mickie James é a prova viva de que é nos pequenos frascos que vêm os melhores perfumes.

Mickie James já abriu as pernas, mas não foi para ganhar titulos!

Mickie James já abriu as pernas, mas não foi para ganhar titulos!

MELINA – A preferida do Noob Master é caso de polícia se alguém fala mal dela perto dele. Já foi Miss California antes de se aventurar pelo mundo do wrestling. Mas foi neste esporte que chamou a atenção. Seu jeito latino, seus seios fartos e sua, digamos, elasticidade fazem dela uma das preferidas do público. Já foi campeã algumas vezes, mas sempre chamou a atenção a sua entrada no ringue, abrindo um espaguete de impacto e deslizando por baixo da corda inferior. Melina já namorou John Morrison em uma parceria que deu muito certo, porque ele é o xamã do sexo e ela tem uma xavasca ótima para sexo. Causou um tumulto imenso na época que veio ao Brasil, porque estava de peguinha com Batista. João não gostou, porque tinha alguém pegando Melina. Já Igor, Matheus, Ricardo e outros não gostaram porque Batista veio ao país já comprometido.

KELLY KELLY – Este é um capítulo completamente à parte, pois estamos tratando do pneu de caminhão de toda a WWE. Kelly Kelly entrou na WWE como membro do Extreme Exposé, mas namorando Mike Knox. A barba incomodava muito e KK reclamava da coceira na virilha, então ela tentou se atirar em cima de CM Punk durante um concurso de fantasias. Mas Punk é straight edge e não gosta de botar a boca em lugares onde todo mundo já se esfregou, aí não deixou rolar. Inconformada, Kelly saiu com Balls Mahoney, mostrando que não tem preconceitos. Depois disso, deu uns peguinhas em Randy Orton, Kane (Kane jura ter encontrado Kelly na casa da luz vermelha, mas não pagou pelo programa), Chris Jericho, The Boogeyman, Jeremy Piven, Evan Bourne, Hornswoggle, o cara que vende algodão doce nas arquibancadas e outros não registrados. Dizem as más línguas que Kelly Kelly também adorava praticar com suas amigas Brooke e Layla, durante os ensaios para o Extreme Exposé. Elas brincavam de treinar beijo de língua.

Melina em seu melhor ângulo!

Melina em seu melhor ângulo!

Por hoje é só pessoal, foi muito bom falar das Divas, procurar fotos delas, videos, lembrar de grandes momentos, entradas no ringue, elasticidade, flexibilidade, etc… Estou um pouco cansado, essa crônica foi muito demorada porque da trabalho digitar usando apenas a mão esquerda!

O Kwellada me ameaçou dizendo que se eu não postasse pelo menos uma foto da Kat Lea ia me obrigar a escrever para o Extreme Alliance!

O Kwellada me ameaçou dizendo que se eu não postasse pelo menos uma foto da Kat Lea ia me obrigar a escrever para o Extreme Alliance!

Resumão do Noobão nº 8

setembro 28, 2009

Mais uma semana de wrestling, mais uma semana a se resumir. Tivemos o No Surrender, com a TNA voltando aos PPVs não ruins e isso não quer dizer que tenha sido um bom PPV.

TNA – No Surrender

Resultados:

Taylor Wilde e Sarita venceram The Beautifull People
Hernandez venceu Eric Young
Samoa Joe venceu Daniels
D’Angelo Dinero venceu Suicide
ODB venceu Cody Deaner
Team 3D e Bear Money venceram Steiner, Booker T, Brutus Magnus e Doug Williams
Bobby Lashley venceu Rhino
Aj Styles venceu Kurt Angle, Matt Morgan, Sting e Hernandes[???]

Eu tive sensações mistas assistindo essa edição do No Surrender. Algumas sensações boas, como no combate Samoa Joe vs Daniels, é bom realizar um combate sem galhofas. Sensação de que marcaram um combate em cima da hora, como a falls count anyware, Dinero vs Suicide, mas deu certo. Sensação de que fui enganado, como na luta entre Hernandez e Eric Young. Sensação de que estava certo ao imaginar que o combate Kevin Nash vs Abyss seria um lixo. Sensação de que a ODB é até comestivel. Sensação de que o knockout punch do Lashley pegou no peito do Rhino. E a sensação de que um final pode salvar um combate como o main event em que o AJ Styles se sagrou campeão da TNA novamente, após muito tempo.

Algumas considerações que eu não posso deixar de fazer é que a Beautifull People acabou. Afinal a Angelina Love era o unico talento em ringue. Essa feud Hernandez/World Elite é uma sucessão de erros. O que foi esse combate de segundos? O que foi esse cash in idiota e essa forma de tirar o Hernandez do combate com um piledrive medonho? Mesmo quando você quer apenas contar uma história, a história tem que ser boa. Aliás se temos uma Lethal Lockdown no No Surrender, será que poderiamos ter uma Royal Rumble match no Survivor Series?

E no fim, ou você é lutador de MMA ou você é pró-wrestler. Quando você quer ser as duas coisas ao mesmo tempo. Você se torna mediando pra ruim nas duas.

Rapaz... Eu vou hein!

Rapaz... Eu vou hein!

Piledrive FAIL!

Piledrive FAIL!

Monday Night RAW

Resultados:

HHH venceu Cody Rhodes via DQ
The Miz venceu Evan Bourne
Beth Phoenix venceu Mickie James
Jack Swagger vs Kofi Kingston terminou em No Contest
Cedric The Entrenteiner venceu Chavo Guerrero
Big Show, Chris Jericho e Randy Orton venceram John Cena, MVP e Mark Henry

Dizem que na nossa cabeça as coisas geralmente são bem melhores. Então eu vou comentar o RAW que eu visualizei na minha própria cabeça. O inicio de programa com a DX e Legacy foi muito bom. O combate entre The Miz e Evan Bourne foi decente. A despedida da Lillian Garcia me emocionou de verdade (sentirei saudades daquelas pernas) e o main event também foi bom.

Um bom show!

Agora vamos incluir o guest host, as palhaçadas sem cabimentos, o Chavo, o anão. E o RAW que estava na minha cabeça virou fumaça e fudeu. Eu sinceramente acho que esse negócio de guest host já deu, é uma boa idéia para de vez em quando, mas todas as semanas não dá. Eu acho que a WWE quer renovar o público do RAW, o que significa descartar os antigos e angariar novos. Logo logo o antigo fã que vos escreve se descartará!

Minha nossa...

Minha nossa...

ROH on HDNet

Resultados:

Austin Aries venceu Grizzly Redwood
Erick stevens venceu Brandon Day
Necro Butcher venceu jimmy Rave via DQ (Eu acho)
Brian Danielson, Roderick Strong e Kenta venceram American Wolves e Chris Hero

Programa ótimo da Ring of Honor essa semana. O primeiro combate bastante divertido com o campeão sorteando alguém para ter a chance de sua vida e enfrenta-lo em uma title match. Tudo bem que ele acabou sorteando um gnomo, mas foi legal. Eu achei estranho o Necro vencer por DQ depois de bater com a barricada no Jimmy Rave durante todo o combate. Quero dizer, eu acho que foi DQ, não entendi essa porra muito bem. E o main event… Ah o main event foi sensacional. Combate de tirar o folego, uns quinze minutos de ação ininterrupta. Muitas manobras, stiffs, pancadaria total. Eu só não consegui contar quantas cotoveladas o Chris Hero deu!

Eddie Edwards prestes a ser assassinado pelo Kenta

Eddie Edwards prestes a ser assassinado pelo Kenta

ECW on SyFy

Resultados:

Yoshi Tatsu venceu Paul Burchill
Kozlov e Ezekiel Jackson venceram Jobbers Locais
Christian venceu Zack Ryder

Ótimo show da ECW essa semana, apesar de começar com o pifio Abraham Washington Show e a gargalhada do Tony Atlas. Tivemos um ótimo combate entre Paul Burchill e Yoshi Tatsu, aliás mais um ótimo combate do Paul Burchill, impressionante. Já o japonês eu não o vejo com um papel de destaque, mas não duvido que ele chegue ao patamar de um Kofi Kingston por exemplo. O main event foi muito bom também, apesar de ter preferido o combate anterior esse valeu o titulo da ECW. Foi muito bom, o Zack Ryder segurou bem a onda e o Christian manteve o padrão de qualidade estabelecido desde a sua volta!

Escadas de aço machucam... Realmente!

Escadas de aço machucam... Realmente!

WWE Superstars

Resultados:

Primo Colon venceu Chris Masters
Goldust venceu William Regal via DQ
Layla e Michelle McCool venceram Melina e Maria
Matt Hardy venceu Kane via DQ

Esse definitivamente não foi um bom WWE Superstars. O primeiro combate foi bem mediano, aliás Chris Masters vem se tornando o rei do Superstars, assim como era o rei do Heat. Aparece em todos os programas. O segundo combate parecia promissor mas acabou em DQ de forma rapida. O combate das divas também não me chamou a atenção e o main event foi horrivel, dois lutadores fora de forma, lentos, não lembram de longe as suas melhores fases. Resumindo: Fim de feira total.

TNA Impact

Resultados:

Suicide venceu D’Angelo Dinero
Sarita e Taylor venceram ODB e Tara
Rhino vs Brother Devon terminou em double count out (eu acho)
Samoa Joe venceu Homicide e Daniels
Matt Morgan e Hernandez venceram Kurt Angle e Eric Young
Lashley venceu Jethro Holiday
Steiner e Booker T venceram Abyss e Mick Foley

Mas uma vez tivemos um Impact cheio de combates, mas dessa vez nem tudo foi storyline como semana passada. Suicide vs D’Angelo Dinero uma street fighter match, não foi muito bom, mas foi divertido. Joe vs Homicide vs Daniels valendo o o X-Division Title foi também um bom combate. Além do combate de tags feminino que também foi decente. De resto… Bem, Lashley squashou Jethro Holiday o que é nescessario para pushar o negrão. Mick Foley fez o turn pra cima de Abyss o que deve acabar em algo hardcore no Bound For Glory. Agora o estranho foi Matt Morgan e Hernandez squasharem os lideres da World Elite e MEM, Angle e Young. Se for pra enterrar essas duas stables eu até concordo, agora se não for… Qual é a razão plausivel?

Aconteceu um segmento muito tosco nesse Impact. Stevie Richards para se vingar de Kevin Nash, o eletrocutou com um teaser. Aquele teaser falso que ainda sai fumaça quando da choque. Pra reforçar a falsidade, o Nash se agarrou no braço do Richards que não sentiu nada, não tomou choque algum. Não são apenas o high flyers da TNA que contrariam as leis da fisica!

                                               LMAOL

LMAOL

Friday Night Smackdown

Resultados:

John Morrison e Finlay venceram Mike Knox e Dolph Ziggler
Kane venceu Slam Master Jobber
Batista venceu Big Show via DQ
David Hart Smith venceu JTG
CM Punk venceu The Undertaker via count out

O Smackdown foi um programa apenas bom ou mais ou menos, como queiram. Em segmentos foi ótimo. O inicial com CM Punk e Teddy Long foi muito bom. O do Vince Mcmahon falando dos 10 anos do Smackdown e depois introduzindo o Drew McIntyre como um futuro World Heavyweight Champion também foi ótimo. Só lembrando que o Elijah Burke foi introduzido pelo Vince como o futuro da ECW. Mas os combates, apenas o primeiro de tags foi bom. O main event foi mais ou menos, mas acabou em count out e o do Batista vs Big Show, minha nossa. Batista agora inventou de dar ankle lock, com uma agilidade monstruosa. Comparem com o Kurt Angle.

Enfim a expectativa fica toda para semana que vem!

O Batista ganhou até um prêmio pelo belo ankle lock!

O Batista ganhou até um prêmio pelo belo ankle lock!

Show da semana – ROH on HDnet

Conforme eu vou me acostumando com o show da ROH o programa fica melhor. É claro que a estrutura ainda é muito ruim, a iluminação é ruim e esse tipo de coisa que se supera conforme os olhos vão se acostumando. Outra coisa que falta é uma feud mais concreta pelo título principal, desde que comecei a assistir os shows eu ainda não sei bem quem está em feud com o campeão e isso é ruim. Mas o show dessa semana foi muito bom, sobretudo o main event que foi um combate sensacional, de tirar o fogo, sem dar tempo para respirar. Lutaça, valeu por todo show, por isso esse é o show da semana!

Show de horrores da semana – Monday Night RAW

É o RAW voltando a estrada da loucura. Que coisa não… Essa é disparada a pior sequencia de shows ruins que eu já ví em minha vida, seria como passar a tarde escutando o Load, Reload e St Anger do Metallica. A WWE realmente está de parabéns me fez sentir prazer ao assistir o Impact na quinta. se fizessemos uma colagem, colocando o combate Abyss vs Kevin Nash no RAW dessa segunda teriamos uma merdona perfeita!

Combate da semana – Kenta, Brian Danielson e Roderick Strong vs American Wolves e Chris Hero

Acho que não tenho mais nada a escrever apenas recomendar esse combate, já que o programa da ROH não é muito assistido. Então apenas assistam o show da ROH e assistam esse combate.

Galhofa da semana – Kevin Nash vs Abyss

Galhofa da semana é pouco pra isso, essa é uma das galhofas do ano. Esse combate foi bem WCW 1999 – 2000. Teaser elétrico falso (aquela fumacinha falsa, puta que o pariu), Kevin Nash (ainda quase botchando o powerbomb mo Richards) da pior forma possivel. Kevin Nash já passou da hora, dia, semana, mês, ano, década de se aposentar. Essa porra devia ter feito isso quando foi demitido da WWE. Eu tenho até duvidas se o Kevin Nash devia ter entrado nesse ramo. E o Abyss que passou de mistura interessante de Kane com Mankind, para mistura desinteressante de Eugene com Mankind. Não tenho palavras pra descrever a ruindade que foi esse combate. Khali e Kane que se cuidem, tem gente de olho na privada de vocês.

Lutador da semana – AJ Styles

Eu não sou muito fã do AJ Styles não, reconheço sua habilidade, mas além de não ser o tipo de lutador que eu gosto sempre me causa a impressão de que lhe falta alguma coisa, principalmente com o microfone, onde deixa muito a desejar. Mas Styles é um dos simbolos da melhor fase da TNA e é um dos responsáveis pela ascensão da federação de Orlando. Tudo isso vem sendo deixado de lado nesses ultimos tempos e a volta de AJ ao topo pode simbolizar uma retomada. Espero que sim e por isso AJ Styles é o lutador da semana.

Batista da semana – Kevin Nash

Nash é um lutador com alguns fãs por aqui, principalmente os fãs da época em que a WWF era exibida pela Rede Manchete. O gigante Diesel era adorado pelos telespectadores dessa época. Mas a verdade é que Kevin Nash é um lutador com dois ou três bons combates na carreira, juntamos histórias de bastidores, jogadas, favorecimentos e temos um HBK ou HHH sem a metade do talento que os dois tem. Kevin Nash nunca foi bom, agora velho é pior ainda, é como se tivessemos que aguentar o Khali com uns 50 anos. João o Noob Master que me desculpe, mas o Nash não é só o Batista da semana, ele é um exemplo de Batista!

E pra fechar…

Quando a WCW resolveu ir para cima da WWF uma das primeiras resoluções foi deixar o estudio onde os shows eram gravados e passar a alugar grandes ginasios. Os shows eram gravados em arenas e até em shopping centers. Atraindo um público diferente e mais empolgado. A TNA precisa arrumar um jeito de fazer isso, o Impact Zone é bem legal em design e tal, mas aquele público é ridiculo. Os caras só se manifestam se tiver uma luta com dez caras ao mesmo tempo no ringue, ou se alguém pular por cima da corda, fora isso é quase silêncio total. Mas também todos os shows e PPVs, são os mesmos caras na platéia, os caras se enjoam, as signs são as mesmas, as caras são as mesmas.

Sim, são dias diferentes!

Sim, são dias diferentes!

Enquanto isso no RAW…

Isso que é platéia!

Isso que é platéia!

Extreme Tradutor!

setembro 26, 2009

Todo mundo conhece o Google Tradutor, a ferramenta de tradução do Google. É uma ferramenta muito util para quem não é bom com linguas, no bom sentido. Mas tem que ser muito roludo, tem que ter muita panca pra usar o tradutor e públicar o texto traduzido em um blog.

Por isso eu admiro os caras de pau do blog The Extreme Alliance!

Será que a ferida do Steiner anda tão apertada assim?

Será que a ferida do Steiner anda tão apertada assim?

Esse post é dedicado ao nosso velho amigo e sempre presente, Jack Bazofiar!

O Henry tirou partido do Orton e re-entrou no anel dele? Humm...

O Henry tirou partido do Orton e re-entrou no anel dele? Humm...

O Caçador de Lendas – Edição 1

setembro 25, 2009

Olá colegas noobs estou inaugurando um novo espaço aqui no Universo Noob [OFICIAL], é claro que pode se tratar de uma edição unica se não der certo, mas assuntos relacionados ao tema dessa “coluna” existem aos montes.

O caçador de lendas visa desmistificar assuntos, termos e é claro lendas que nasceram na IWC brasileira, que surgiram não sabemos de onde, mas que viraram verdades absolutas. Hoje falaremos sobre o “job”.

Você já deve ter lido os termos jobber, jobbar, jobbou. Ou você já ouviu falar que algum cidadão “agora é só um jobber”. O termo jobber virou maçã na boca dos noobs, além de virar simbolo de humilhação e vergonha para o lutador que faz o “serviço”.

Homer Simpson fazendo o job!

Homer Simpson fazendo o job!

Bem primeiro vamos deixar claro o que é o “job”.

O “job” serve para que o lutador em ascenção, ou o lutador que precisa ficar “over” em alguma determinada situação pareça mais forte para o público. Isso geralmente acontece em estréias ou com lutadores que eventualmente mudaram de status na empresa. Não é eventual que um lutador que esteja prestes a lutar por um titulo ou em algum combate importante perca antes disso. O grande problema é que uma grande parte das pessoas ainda não perceberam a importancia disso.

Brooklyn Brawler foi um mestre na arte do job!

Brooklyn Brawler foi um mestre na arte do job!

A luta livre não é uma competição, e é impressionante que alguns ainda não sacaram. Infelizmente as vezes o protagonista não é o Anthony Hopkins e sim o Vin Diesel, sim, ele precisa de um escada, ele precisa de alguém que o faça parecer o melhor. Isso se dá em várias escalas, desde o jobber local que é um lutador ainda em desenvolvimento, luta por alguma indy e pra descolar uma grana vai lá tomar um squash ou até o main eventer que se mete em uma feud pelo titulo apenas para perder e fazer o campeão se tornar cada vez mais invencível. É claro que muitas vezes nós que estamos assistindo não sabemos disso, aliás o grande problema que a internet trouxe é o fato de nós as vezes tomarmos conhecimento dessas coisas antecipadamente.

Nós também já fomos jobbers!

Nós também já fomos jobbers!

“O sujeito só vai jobbar para o fulano” ou “O fulano é jobber de luxo de ciclano”. Você já deve ter lido isso em algum lugar. A grande questão é se isso é errado ou demérito. Porque na verdade em certas situações ou na maioria das situações um lutador está lá justamente para perder e não há nada de errado nisso, afinal pra que se haja vencedores precisa-se de perdedores.

O Big Jobber Machine Kane tem um dos maiores salarios da WWE!

O Big Jobber Machine Kane tem um dos maiores salarios da WWE!

A arte de fazer o “job” não significa nescessariamente perder o combate. Há situações em que o heel simplesmente toma uma surra do lutador face após um segmento para mostrar ao público o quanto o herói é forte. Em algumas situações o face perde vários combates e sai por cima no final e o heel no caso continua over, isso pode ser considerado um “job”.

Um clássico caso de job é o do debut de John Cena contra Kurt Angle. Mesmo Angle tendo vencido o combate o fato de Cena ter quase derrotado um dos grandes astros da WWE na época fez com que ele causasse uma grande primeira impressão diante do público. O papel de Angle naquele momento era justamente esse e ele não precisou perder para isso.

Angle venceu mas quem saiu por cima foi o Cena!

Angle venceu mas quem saiu por cima foi o Cena!

Agora o jobber… Essa é a grande questão. O jobber é o lutador que perde sempre, essa é a simples definição. O jobber não está lá para perder apenas, está lá para fazer os grandões parecerem mais destruidores, os voadores parecerem mais habilidosos, os técnicos parecerem mais durões. Estão lá para serem exterminados e isso tira o sono de alguns.

A maioria dos jobbers das grandes federações já lutaram em indys, já mostraram habilidades. É claro que o Jimmy Wang Yang é um bom lutador e é por isso que ele foi contratado. Mas as grandes federações não contratam esse tipo de lutadores para encabeçar um poster de PPV, eles são contratados para levar experiência e para fazer “job” quando preciso. Esse seria o porque de um lutador se submeter a isso, ele recebe muito bem, já tem uma certa idade, aparece as vezes na tv, mesmo que apenas para perder, mas se ele não estivesse alí em uma big league fazendo aquela função, outro estaria. E ele estaria aonde? Ser jobber também paga as contas.

Sou jobber mas sou feliz!

Sou jobber mas sou feliz!

O que é preciso entender para que a questão se encerre é que qualquer programa de luta livre nescessita de jobbers, assim como um filme de ação nescessita do capanga que está alí só para morrer. Alguém vai ter que desempenhar essa função. O Chris Jericho não se tornou um jobber porque nunca venceu o Cena em uma single match ou porque é o mais fraco da tag dele com o Big Show. Essas são caracteristicas de seu personagem. Não basta apenas perder para ser jobber, tem que perder de forma humilhante e vergonhosa. Poucos fazem isso direito.

E conforme-se, geralmente eles são leves, latinos ou japoneses.

Funaki... O presidente do sindicato dos jobbers!

Funaki... O presidente do sindicato dos jobbers!

Crônica do Mark – A verdadeira história de Jeff Hardy – Parte 2

setembro 23, 2009

Olá colegas noobs, estou de volta para finalizar essa aventura, drama, ação e suspense que é a história de um dos meus lutadores preferidos. Jeff Hardy.

Jeff achou que seu caminho estava livre, sem a “Ovelha Negra Matt” a lhe atrapalhar. Nada o impediria de levar o título mundial agora e a ladder match contra Edge seria a consagração. A vitória veio após uma batalha sangrenta e Jeff conseguiu levar o título, levantando o público no ginásio. A comemoração foi interrompida pela presença de CM Punk, que se preparava para dar o cash-in e levar o título. Enfurecido com CM Punk a lhe puxar o tapete mais uma vez, Jeff resolveu voltar sua ira ao agora campeão. Naquele exato momento, as fãs já não tinham mais o que arrancar. O noob master João costuma dizer que as fãs arrancam pentelhos pela garganta, mas eu duvido que elas tenham algum pentelho à espera da liberdade…

Esta não é fã do Jeff Hardy

Esta não é fã do Jeff Hardy

Jeff Hardy não gostou de mais uma pessoa a lhe puxar o tapete, mas CM Punk não é da família e resolveu falar tudo na cara de Jeff. Explicando que seus hábitos fora do ringue não são dos mais saudáveis, Punk lhe explicou que prospera quem trabalha, quem não tem vícios, quem não usa drogas. Olhe o exemplo de Triple H, que usava a Chyna e não era ninguém. Hoje, usa a Stephanie e é um dos maiores nomes do pro wrestling mundial. Fãs no mundo inteiro duvidaram que CM Punk fosse limpo. Claro que não é! Ele é o maior drogado que existe no mundo! Mas, de alguma forma, não é pego nos testes, talvez por escrever “Jeff Hardy” nos exames, sei lá. Jeff falou que estava cansado de esperar que seu talento fosse reconhecido. CM Punk sugeriu que eles lutassem dentro da temida jaula de aço e que o perdedor saísse da WWE.

Os maus sinais estavam em toda a parte. CM Punk entrou com o cinturão, Jeff Hardy entrou com a cara pintada, havia fãs no ginásio, a música de Jeff Hardy tocou no sistema de som do ginásio, o ringue tinha três cordas, havia um juiz lá dentro… eram tantos sinais, que parecia conversa de surdo-mudo. E não deu outra! Jeff perdeu, foi humilhado e, quando retornou ao seu vestiário, não viu o famoso saquinho com o pó branco no armário, mas sim o não menos famoso cartão azul que indica demissão. Fãs no mundo inteiro choravam, seu ídolo estava derrotado e não mais participaria daquela federação que se acha a maior do mundo.

No Smackdown seguinte, surpresa! A música de Jeff Hardy ecoa no ginásio, o público se levanta, lá vem ele! Dançando, brincando com os fogos de artifício, Jeff entrava no ringue e… esperem! Não é Jeff Hardy! É CM Punk, machucando ainda mais o coração com buraquinhos dos fãs de Jeff Hardy. Até Harry Potter, com seu capacete de Darth Vader, se enfureceu com isso. CM Punk foi fundo demais nisso! Tirou de Jeff a chance de ser vencedor do Money in the Bank, de ser campeão mundial, causou sua demissão e ainda por cima trouxe problemas financeiros ao grande herói.

Harry Potter foi fantasiado de Darth Vader e não gostou da surpresa de Punk

Harry Potter foi fantasiado de Darth Vader e não gostou da surpresa de Punk

Pois é, problemas financeiros. Fora da WWE, Jeff não tem como assegurar sua renda, pois sua banda (Peroxwhy?) não é lá essas coisas, então resolveu pedir emprego a Vin “Horse Head” Crowley, influente comerciante de substâncias alucinógenas da cidade de Cameron. Horse Head o empregou como mula (o que é bem irônico), transportando as substâncias para os revendedores, numa espécie de Avon do submundo. Este emprego lhe causou grande dor de cabeça em duas ocasiões. Na primeira, ele consumiu alguns produtos em excesso e teve a famosa lomba.

Cara, eu to legal! Eu to ligadaço!!!

Cara, eu to legal! Eu to ligadaço!!!

No segundo, a polícia investigava um possível ataque terrorista, no aniversário de oito anos da queda das Torres Gêmeas, mas acabaram chegando à casa de Jeff. Lá, os oficiais da Lei encontraram 262 comprimidos de Vicodin, 180 comprimidos de Soma, 555 mililitros de esteróides, alguns itens para consumo de drogas (como narizes, veias, laricas pré-fabricadas e outros), além de açúcar derramado em fileiras na mesa da sala. Jeff foi preso e sua fiança foi fixada em 125 mil dólares. Matt, seu irmão, teve que vender a sua luta contra CM Punk no Breaking Point para Undertaker, para poder tirar o irmão do xadrez. Em seu blog, Aninha,orientada por seu advogado (André Marcon Trafação Mesquita) postou que a quantia encontrada na casa de Jeff não era considerada como ilícita, já que qualquer americano pode ter Vicodin e esteróides em casa, além do que, a soma é ensinada nas escolas, o açúcar é vendido nos mercados e narizes e veias qualquer americano possui.

Jeff foi preso em uma câmara de limpeza

Jeff foi preso em uma câmara de limpeza

Sua colega Rô, a adolescente que convenceu Jeff a ir para a WWF/E, foi mais além e postou o seguinte:

“Qual é o trabalho da polícia? Prender bandidos, proteger a população, promover a ordem. Então, por que eles se preocupam tanto plantando essas falsas provas contra Jeff Hardy? Será que é porque ele resolveu mostrar seu caráter, desafiar o gigante de luta livre, peitá-lo de frente em busca de sua felicidade? Isso pode muito bem ter sido arquitetado por Vince McMahon! “Ora, vamos colocar um monte de substâncias ilícitas na casa de Jeff Hardy, chamar a polícia e ele será preso. Com isso, vai pensar duas vezes na próxima vez que quiser nos desafiar, a poderosa WWE. Ha ha ha ha ha!!!”. Vince, você não tem mais o que fazer? Sua WWE já é grande o suficiente para você se preocupar com Jeff Hardy. Ou será que ele incomoda tanto, já que é o único lutador com talento neste mundo e você não o aproveitou na sua companhia? Ou será que isso aí não é treta do CM Punk, que ia ser pego pela polícia e escondeu as drogas na casa do Jeff Hardy? A feud acabou, Punk! Você perdeu! Agora deixe o Jeff Hardy em paz! Logo vi os sinais!

1. Jeff Hardy estava fumando a mesma erva (maconha): Mau sinal;

2. Jeff Hardy fez uma carreirinha de cocaína de 15 centímetros: Mau sinal;

3. Jeff Hardy usou uma agulha esterilizada: Mau sinal;

4. Jeff Hardy estava vendo The Abraham Washington Show: Mau sinal;

5. Jeff Hardy estava se masturbando com uma foto da Gorda: Mau sinal;

Só podia ser treta da WWE para cima dele! Por que vocês não o deixam em paz?!? Ah, que se foda se falarem alguma coisa! O blog é meu, eu escrevo o que quiser! Agora, dêem licença, que minha AF do Jeff está lá me esperando, pronta para entrar com tudo!”

O fato é que tudo não passou de um mal entendido e, baseado no que aconteceu recentemente, Jeff Hardy tem uma carreira sólida pela frente. Não duvidem que o grande lutador possa voltar e, ao contrário de algumas de suas AFs, que estão na merda, não vai ficar no limbo por muito tempo!

Tivemos que apagar por computador o que Jeff segurava entre os dedos. Podia trazer problemas para seus fãs que acreditam que Jeff está limpo!

Tivemos que apagar por computador o que Jeff segurava entre os dedos. Podia trazer problemas para seus fãs que acreditam que Jeff está limpo!

Até a próxima, seus noobs!

O Expert – Capitulo 10

setembro 22, 2009

Olá amigos noobs, essa é uma edição especial do Expert, a edição de numero 10… pfffff. Logo logo estaremos na 11. Hoje trataremos de um tipo de fã muito especial, mas também muito comum, o tipo de fã que alcança todas as idades, todas as classes sociais. O Expert em The Undertakeeeeeerrrrrr!

O Anderteiqui!

O Anderteiqui!

The Undertaker é praticamente uma instituição, um capitulo a parte na história da WWE e da luta livre em geral. Um personagem que faz parte da cultura americana, que desperta o imaginario das pessoas, mas que gera muita polêmica e muita galhofa também.

Existem vários tipos de expert em Undertaker e vamos citar um por um. Eles se dividem em cada fase do Undertaker, pois cada expert foi se aprimorando conforme o personagem sofria as suas transformações, ou conforme ele assistiu no youtube. O primeiro deles é o expert em Deadman.

O Deadman é o primeiro personagem do Undertaker, o homem morto, com sua urna, em busca da alma de seus adversarios. Pois o expert em Deadman perdeu a noção da realidade a muito tempo. Ele parece acreditar que o Undertaker é realmente uma criatura sobrenatural, as vezes o expert pinta em alguma comunidade do orkut perguntando se o Undertaker morreu realmente, se ele realmente foi queimado, enterrado, currado ou sofreu qualquer outro tipo de violência. Ele sempre coloca o Undertaker a frente de tudo e de todos. O cara pode ser o fodão, mas eu duvido que ele enfrente o Undertaker, porque o Undertaker nunca morre.

Muitos experts dessa espécie se formaram na época em que a antiga WWF foi transmitida pela Rede Manchete. A época em que ele se vestia de coveiro. Então se você ver um cara de 30 anos acreditando que o Undertaker está realmente morto não estranhe, ele perdeu a parte em que isso foi desmentido.

O expert tinha até medo do coveiro!

O expert tinha até medo do coveiro!

Como sempre temos os saudosos pela Attitude Era, como eu citei aqui e aqui, temos dois tipos de experts dessa época. O expert Ministry of Darkness, o expert Biker.

O expert Ministry of Darkness não sabe bem que época foi essa, pra ele, só ver o Undertaker com um roupão mais elaborado já remete a essa gimmick. Aliás é bem mais legal citar coisas que as pessoas pouco conhecem. Porque o Ministry of Darkness é cult, ele foi ofuscado pois deu um azar danado para o Undertaker e a Hell in a Cell que ele lutou foi uma bosta. Então qual é a época do Ministry of Darkness? O expert não sabe, pra ele é aquela época que o Undertaker usava aquele roupão legal.

O Ministry of Darkness usava um ótimo shampoo!

O Ministry of Darkness usava um ótimo shampoo!

O expert Undertaker Biker gosta dessa época porque se trata da gimmick da Attitude Era. Isso é o que ele acha é claro, porque o Ministry também esteve lá, assim como o Michel Serdan. O biker entrava de moto, ao som do Limp Bizkit, não era coisa de criança como o Deadman. Muitos experts dessa area nem sabem que essa coisa de Undertaker Biker na pratica nem existe, que o nome da gimmick é American Badass. Mas isso pouco importa, a verdade é que essa história de morto vivo não faz nenhum sentido e bom mesmo é ser motoqueiro. Mesmo ignorando o fato de que a populariedade do Taker se deve a existência da gimmick de Deadman e que se ela não existisse ele seria no máximo uma espécie de Chuck Palumbo.

O que seria do American Badass se o Deadman não houvesse existido? Palumbo!

O que seria do American Badass se o Deadman não houvesse existido? Palumbo!

Outro é o Big Evil, sim existem experts nessa area também, só que o Big Evil também é biker e também é Badass e também é malzão. Mas as vezes esquecia a moto em algum lugar, se você colocar uma foto do Big Evil o expert desavizado não vai ver diferença alguma.

Agora o caso mais curioso é o expert em The Phenom. Ele é curioso porque ele não existe. O expert em Undertaker ignora totalmente a existência dessa gimmick e olha que ela é a atual. O expert confunde o Phenom com o Deadman graças a longa entrada no ringue. Mas ele não percebeu que a semelhança termina aí. Vou dar uma informação que vai mudar a vida do expert, o homem morto terminou quando ele enterrou o Paul Bearer com a urna, em 2004. Desde então juntou-se todas as caracteristicas do personagem em uma unica gimmick e pronto. O Phenom. Olha só… Chupa essa expert, você tem um personagem novo para admirar.

O Phenom tá morto mas não é o Deadman!

O Phenom tá morto mas não é o Deadman!

Existem várias polêmicas que rodeiam o mito de Undertaker e o expert não fica a margem de nenhuma.

Para o expert o Undertaker não pode perder de forma alguma a tal da streak na Wrestlemania. Seria um desrespeito da WWE para com esta grande lenda. Ok, quem inventou a streak do Undertaker foi quem? Porque seria um desrespeito você terminar com uma história que você mesmo começou? E a graça de acompanhar essa história não é justamente a possibilidade dele perder ou não? Ou os combates do Undertaker na Wrestlemania só existem pra galera ficar somando numeros nos cartazes?

Outra polêmica é a tal da aposentadoria do Undertaker, sim ele vai se aposentar um dia, mas o expert está aposentando o Undertaker a pelo menos uns cinco anos. Aliás os experts adoram aposentar os lutadores apenas para depois imaginar como será o seu retorno. Expert adora retornos.

Os Brothers of Destruction, a melhor tag team de todos os tempos… Para o expert. Aliás o sonho do expert é ver uma Tag team Hell in a Cell Inferno Match com os BOD vs DX vs Hardys vs Edge e Christian vs The Miz e Morison vs Qualqueroutratagqueacaboumaseuqueriaquevoltasseporqueadororetornos.

Melhor tag de fim de semana!

Melhor tag de fim de semana!

Não existe nenhum lutador na história melhor que Mark Callaway. Shawn Michaels é bom, Ric Flair é uma lenda, Kurt Angle é espetacular, mas nenhum deles é o Undertaker. O Undertaker pode mudar o rumo de qualquer combate ruim. O Jeff Hardy pode ter pulado de quinze metros de altura, aquele combate só valeu pela volta do Undertaker, ele sim é foda.

Jack Swagger fake e mais uma escorregada na linguiça!

Jack Swagger fake e mais uma escorregada na linguiça!

E o que será da WWE sem o Undertaker? Não será… Vince Mcmahon já pode se preparar para mudar de ramo, não existe vida sem o Undertaker. Vou ver TNA.

E é claro, se o Undertaker perder na Wrestlemania o expert nunca mais vai assistir a WWE!

Iniciando o movimento!

Iniciando o movimento!

Todo mundo aderindo!

Todo mundo aderindo!

Até João o "Noob-mor" se solidarizou!

Até João o "Noob-mor" se solidarizou!

Resumão do Noobão nº 7

setembro 21, 2009

Olá amigos noobs, semana nova, resumão novo. Essa semana tivemos o novo conceito de PPV da WWE, o Breaking Point. O conceito foi novo, mas não tivemos nada de bom.

WWE Breaking Point

Resultados:

Chris Jericho e Big Show venceram Mark Henry e MVP
Kofi Kingston venceu The Miz
Legacy venceu DX
Kane venceu The Great Khali
Christian venceu William Regal
John Cena venceu Randy Orton
CM Punk venceu The Undertaker

O Breaking Point definitivamente não foi um bom evento. Não pelo fato das submissions matchs, isso não é problema, os combates foram ruins mesmo, o card foi meio bagunçado, a colocação dos combates, o ppv fechou-se de forma muito estranha. Kane vs Khali foi ruim no Summerslam, porque seria bom agora? Foi um vexame, vergonha alheia. Também não da para esperar nada com Big Show e Mark Henry no ringue. DX vs Legacy seria muito bom se fosse uma street fight, falls count anywhere, mas tendo que terminar com submission, não funcionou. Ainda por cima sendo um combate de duplas. Meio confuso. O Cody Rhodes desiste para o STFU em segundos e aguentou submissões incriveis. Outra coisa foi o Cena sendo sodomizado durante 10 minutos pelo Orton, só faltou a roupa de latex. Foi ótimo pra contar uma história do Super Homem, mas foi cansativo demais. E o main event da Smackdown falhou não apenas pela centésima tentativa de satirizar o Montreal Screwjob, mas sim pela duração do tempo. Um main event não pode durar só oito minutos. Saldo positivo apenas para The Miz e Kofi Kingston, com o Miz surpreendendo esse que vos escreve e Regal vs Christian, mas aqui não foi surpresa, Regal é um dos melhores de todos os tempos é só deixar ele lutar.

PPV FAIL!

Cody é brasileiro e não desiste nunca!

Cody é brasileiro e não desiste nunca!

Toma safada!!!!

Toma safada!!!!

Monday Night RAW

Resultados:

Jack Swagger e The Miz venceram Kofi Kingston e Primo
Alicia Fox venceu Gail Kim
Shawn Michaels venceu Ted DiBiase via DQ
Evan Bourne e Hornswoggle venceram Chavo e Carlito
Trish Stratus, MVP e Mark Henry venceram Beth Phoenix, Chris Jericho e Big Show
Batista venceu Randy Orton

Finalmente o pessoal do RAW resolveu escrever um programa de luta livre. Independente da volta do Batista, foi um show de wrestling. Sem japoneses palhaços, sem jogadores de basquete, sem toda essa coisa que vem acontecendo no RAW ultimamente. Um show com segmentos mais sérios, brawls, promos, tudo voltado para o universo que nós estamos mais acostumados. Ahhh e a feud entre o Chavo e o anão parece ter acabado.

Para contrariar tudo o que eu escrevi semana que vem o guest host é um comediante.

Acho que chega... Né!

Acho que chega... Né!

ROH on HDnet

Resultados:

Young Bucks venceram Dark City Fight Club
Bison Smith venceu Sal Rinauro
Colt Cabana venceu Joey Ryan
Stenerico vs Briscoe Bros acabou em No Contest

Foi a melhor edição do show da ROH desde que eu passei a assistir o programa. Na verdade nem faz muito tempo. Mas foi o melhor. Foi anunciado logo no inicio que Brian Danielson assinou com a WWE e outro que deve estar de saida é Nigel Mcguinnes que fez uma promo fantastica. Destaque também para o main event que foi muito bom. A ROH tem as melhores tags da atualidade e esse show foi um bom exemplo disso. Um destaque especial para as duplas.

Ótimo show!

Colt Cabna ainda usa as roupas ridiculas que deram a ele na WWE!

Colt Cabna ainda usa as roupas ridiculas que deram a ele na WWE!

ECW on SyFy

Resultados:

William Regal venceu Hurricane
Yoshi Tatsu venceu Zack Ryder
Zack ryder venceu uma battle royal para se tornar o number one contender pelo titulo da ECW

Gostei muito da ECW essa semana. Não entendi muito o inicio do programa com o Regal vindo reclamar da GM, até aí tudo bem e depois tendo que enfrentar o Hurricane. Valeu o ataque em seguida de Paul Burchill pra cima do Hurricane. Tudo bem que é só desculpa para eles lutarem mais uma vez, afinal o ultimo combate foi muito bom. Provavelmente o Burchill volte a perder. O combate entre Zack Ryder e Yoshi Tatsu foi muito bom. O japonês fez uma clara homenagem ao Mitsuharu Misawa, usando uma attire parecida com a lenda japonesa e mandando uma cotovelada também muito parecida com as do lutador falecido. A battle royal também foi muito boa, apesar de eu não gostar desse tipo de luta. A vitória do Ryder foi uma grande surpresa já que ele havia acabado de perder um combate e não tem um status tão alto assim.

Bom programa!

Yoshi encarnando o Zé Mizawa!

Yoshi encarnando o Zé Mizawa!

TNA Impact

Resultados:

The Beautifull People venceram Christy Hemme e Tara
D’Angelo Dinero venceu Suicide
Hernandes venceu Kiyoshi e Abdull Bashir
Alissa Flash venceu Cody Deaner
Kevin Nash venceu Mick Foley via DQ
Scott Steiner e Brutus Magnus venceram Brother Ray e Robert Roode
Taylor Wilde e Sarita venceram Awesome Kong e Raisha Saeed
Samoa Joe vs Matt Morgan terminou em No Contest

Muitos combates essa semana no Impact, mas infelizmente nada marcante. O problema é que a TNA tem muita coisa pra mostrar e parece que as duas horas não são mais o suficiente. Algumas coisas não precisavam ser revertidas em combates para ganhar build up para o PPV. Uma promozinha já era o suficiente. Um exemplo desse problema é que a feud entre Suicide e Dinero que começou no ultimo PPV terminou em um combatezinho rapido. Os Motorcity Machine Guns que são adorados pelo público não tem espaço no show, agora inventaram essa história deles montarem uma mesa de comentarios clandestina alí no canto. Se estivessem na WWE aí sim seriam valorizados (hehehe). Mas o show terminou bem com Kurt Angle jogando Matt Morgan na mesa dos Guns.

Hernandez comeu a torta de mentirinha da Chiquinha!

Hernandez comeu a torta de mentirinha da Chiquinha!

WWE Superstars

Resultados:

Chris Masters venceu Santino Marella
Christian venceu Paul Burchill
Dolph Ziggler venceu Finlay

O WWE Superstars foi um programa decente essas semana. O primeiro combate foi no minimo engraçado. detalhe para a cara que o Santino faz antes de sucumbir ao masterlock, eu não contive o riso. O segundo combate ótimo, Burchill é o mais underated da atualidade. E o ultimo combate foi um ótimo brawl, daqueles que o Finlay melhor sabe proporcionar.

Friday Night Smackdown

Resultados:

John Morrison venceu Mike Knox
Melina venceu Michelle McCool
Hart Dinasty venceu Cryme Tyme
The Great Khali venceu Kane via DQ
Batista venceu Chris Jericho

O Smackdown teve mais uma boa edição, os combates Cryme Tyme vs Hart Dinasty e John Morrison vs Mike Knox foram bons. A feud entre Punk e Undertaker deve continuar, afinal além de não poder terminar daquela forma estranha, o Undertaker que aparentemente sequestrou o teddy Long deve obriga-lo a marcar mais um combate contra o CM Punk. O que eu já lamento de antemão é que aquele cenario do Smackdown em que lutadores mais jovens e sem o look de big mans deve ser colocado de canto. Afinal eles resolveram que já que Jeff Hardy saiu, eles deviam colocar o Batista no lugar. Semana que vem já teremos Batista vs Big Show. Aguenta coração!

A bomba do Batista voltou!

A bomba do Batista voltou!

Show da semana – RAW

Essa semana eu confesso que fiquei muito indeciso. Eu gostei do RAW, gostei da ECW e muito do show da ROH. Mas por imparcialidade pura eu escolhi o RAW, porque é meu programa preferido e anda muito mal das pernas. Programas bons como esse devem ser raros eu escolho a brand vermelha como a melhor da semana.

Show de horrores da semana – Impact

Eu não sei o que se passa na cabeça do pessoal da TNA, realmente essa zona nos bastidores deve estar fazendo estrago, porque se na semana passada o programa não tinha formato algum, nessa semana eles resolveram enfiar dois Impacts em um. Não se pode enfiar oito lutas em um show semanal, isso é uma idiotice tremenda, ainda mais quando não se abre mão de promos e segmentos. Espero que esses caras consigam definir logo essa situação de bastidores por que tá foda, os caras estão loucos!

Combate da semana

Apesar da baixa qualidade do Breaking Point, tivemos no PPV da WWE o combate da semana, William Regal vs Christian. O Captain Carisma desde que retornou à WWE vem fazendo ótimos combates e William Regal é espetacular e não é no sentido de ficar fazendo malabarismos como faz o Jonh Morrison. Regal é stiff puro, pancada mesmo, é feio mas é efetivo. Foi o melhor combate do PPV e não foi dificil se constatar isso já que os outros foram bem ruins.

Galhofa da semana – Kane vs Khali

                                         ...

...

Lutador da semana – Chris Jericho

O que seria da WWE hoje em dia sem Chris Jericho? O cara precisa aparecer no RAW na segunda feira porque o RAW não tem um heel decente no upcard. O cara precisa aparecer no Smackdown na sexta pra pushar o retorno do Batista. E o cara faz tudo isso com competência. E pensar que a dois anos atrás Jericho se dizia fora do negócio.

Batista da semana – Batista

Ele retornou ao RAW e anunciou a sua ida para o Smackdown. Na sexta já apareceu no Smackdown como a grande estrela da brand azul. O combate contra Chris Jericho até que não foi ruim, mas é muito Batista para uma semana só. Vai ficar pior quando ele começar a ter title matchs uma atrás da outra!

E por hoje é só pessoal!

Crônica do Mark – A verdadeira história de Jeff Hardy – Parte 1

setembro 15, 2009

Alô colegas noobs! Há quanto tempo não temos uma crônica do Mark! É que a WWE anda tão previsível ultimamente, que não temos assuntos novos para colocar em pauta. Mas o ídolo dos jovens e de algumas noobs resolveu colaborar com a gente e nos forneceu material para uma crônica sensacional! Muito obrigado, Jeff Hardy! Eu vou falar sobre seus momentos na WWE e sua vida após dar um tempo no mundo da luta livre.

Eu quero uma carreirinha!!!!!

Eu quero uma carreirinha!!!!!

Jeffrey Nero Hardy nasceu em Cameron, North Carolina, no dia 31/08/1977. Um apaixonado por levar a vida ao extremo, já se arriscou no motocross, na música, na pintura e em outras modalidades artísticas. Porém, por ser fã de Sting, Ultimate Warrior e Shawn Michaels desde criança, sempre teve o pro wrestling como maior paixão (era o que se pensava). Na WWF, Jeff teve sua primeira chance hardcore aos 16 anos, quando foi escalado para carregar a liteira que transportava King Mabel ao ringue, em sua celebração pela conquista do King of The Ring. Além disso, atuou de jobber em algumas ocasiões, como quando jobou para Razor Ramon. As manobras altamente arriscadas de Razor Ramon irritaram Jeff, que resolveu largar a WWF (sem esquecer que um dia se vingaria de Ramon) e fundar sua própria federação, junto com seu irmão Matt e alguns amigos. Nascia a Trampoline Wrestling Federation (TWF), uma federação backyard em que seus participantes faziam mímicas dos golpes que viam na televisão.

E eles carregaram isso tudo. Ê tererê! Oh, tererê!

E eles carregaram isso tudo. Ê tererê! Oh, tererê!

Depois de certo tempo, venderam a marca TWF para uma empresa especialista em desenhos animados de qualidade que produziu o ótimo desenho TWF (Thumb Wrestling Federation). Com o dinheiro, cada um foi cuidar da sua carreira. Ali nasceu o primeiro problema. A carreira de Matt era no pro wrestling e ele fundou a Organization of Modern Extreme Grappling Arts (OMEGA), mas Jeff aspirava um cargo melhor e sua carreira foi aspirada nesta ambição, junto com o dinheiro. Desempregado, Jeff aceitou ir para a federação do irmão, mas o fez com ressalvas já que achava que o irmão era mais bem sucedido que ele, o que gerou muitos ciúmes. Ao lado de Gregory Helms, Shannon Moore e Joey Mattews, os Hardys levaram a OMEGA a boas exibições. O problema é que uma pré-adolescente brasileira, cujo nome será revelado mais tarde, era fã de Jeff e vivia insistindo que o lugar dele era entre os melhores e não numa federaçãozinha mixuruca. De tanto enviar cartas ao rapaz da Carolina do Norte, ela o convenceu a voltar à WWF/E.

Lá, Jeff participou da melhor época da luta livre mundial em todos os tempos: A Attitude Era! Crescendo e inovando, Jeff começou a arrebatar fãs no mundo inteiro, quando fez TLCs contra Edge e Christian, Dudleyz, Chris Jericho e Chris Benoit. Quando voou alto e caiu com dignidade. Como é um rapaz preocupado com o futuro do pro wrestling e engajado em causas sociais, Jeff resolveu largar a gigante e ir para o circuito independente. Na verdade, ele foi pego na política anti-dopagem da WWF e foi suspenso, cometendo seu primeiro strike. Após voltar à OMEGA e participar da ROH (olhem a dica de quem é a fã misteriosa!), Hardy foi parar na TNA por um único motivo: Se vingar de Razor Ramon! Lá, um twist of fate muito do botchado por parte de Ramon mostrou ao mundo que o bom mesmo era Jeff, enquanto que o bêbado californiano estava em franca decadência. De alma lavada, Jeff voltou à WWE para o grande salto de sua carreira.

Jeff indo fazer o teste e sabendo que ia dar merda!

Jeff indo fazer o teste e sabendo que ia dar merda!

Porém, o quadro que se anunciava não era o que ocorria. Mesmo com mais e mais fãs aderindo a Jeff Mania, a chance de ser campeão não lhe sorria. Ele sempre chegava, com manobras de alto impacto, com golpes que desafiam qualquer lei da natureza, mas nunca conseguia o tão almejado título mundial. A chance seria na Money in the Bank do Wrestemania XXIV, mas Hardy entendeu mal quando os bookers falaram que ele devia dar um tapinha em Brian Kendrick durante um segmento. O tapinha que Jeff e Kendrick deram rendeu uma suspensão ao primeiro e uma advertência ao segundo e Jeff perdeu a grande chance. CM Punk levou a maleta, deu cash-in em Edge e foi o campeão mundial. De casa, Jeff viu o sucesso do Straight Edge de Chicago e ficou enfurecido. Mas este era o seu segundo strike e o terceiro significaria o fim da linha para o lutador. De volta da suspensão, Jeff começou a trabalhar forte para reconquistar a confiança dos fãs e arrancar rumo ao título. Mas sempre batendo na trave, ele ia ao título e perdia. A última das “batidas na trave” foi quando ele ia ganhar o título mundial no Survivor Series, mas foi encontrado inconsciente no quarto de hotel. O diagnóstico foi hiperglicemia, uma vez que Hardy foi encontrado com a cabeça virada numa trilha formada por um pó que as autoridades disseram ser açúcar. Jeff ainda conseguiu ganhar o título, num dia que aconteceu tudo, até quebra de kayfabe! Mas, um acidente de carro, onde Jeff saiu da pista ao correr em direção à faixa branca do acostamento, além de outro acidente, com fogos de artifício (preparados pelo próprio Jeff) tornaram as coisas bem complicadas para o nosso herói.

O kayfabe foi quebrado, mas um atento fã e vampiro percebeu e denunciou!

O kayfabe foi quebrado, mas um atento fã e vampiro percebeu e denunciou!

A família estava preocupada com a cabeça do campeão e Matt, seu irmão cuidadoso, resolveu ajudá-lo, tentando fazer com que o cérebro dele pegasse no tranco. Durante uma luta contra Edge, valendo o título, Matt deu uma cadeirada na cabeça de Jeff, mas o cérebro do campeão estava tão deteriorado que ele simplesmente apagou e perdeu o título. Jeff culpou o irmão por tudo o que acontecia de ruim na vida dele. Matt disse que agüentou calado todas essas modificações de humor de Jeff que, várias vezes, quebrou seus brinquedos, matou seu cachorro e outras coisas. Jeff disse que não agüentava mais isso e resolveu que ia moer seu irmão no Wrestlemania XXV. A luta foi uma coisa incrível! Matt não queria machucar o irmão e deixava-o descontar toda a raiva. Mas Jeff se prendeu na cadeira e caiu inconsciente. Matt venceu o combate e resolveu que, em horas de crise familiar, a ausência é a melhor coisa a se fazer.

Estão gostando da história? Minha mãe não… Está dizendo que está na hora de desligar o computador. Portanto eu continuo com essa história na próxima crônica. Até lá segurem os pêlos pubianos no lugar!

Resumão do Noobão nº 6

setembro 14, 2009

Mais uma semana de wrestling, mais uma semana de resumão. Lembrando que no domingo teremos mais um PPV da WWE, um novo conceito, o Breaking Point, onde todos os main events serão Submissions Matches. Veremos no que vai dar isso.

The Price is RAW

O show da brand vermelha nesta semana teve como guest host o apresentador Bob Barker. Barker é muito famoso por apresentar programas familiares nos EUA. O ultimo e mais famoso foi o show The Price is Right, onde os convidados teriam que acertar o preço certo dos produtos mostrados por Barker. Ele apresentou esse programa até 2007. O curioso que hoje esse show é apresentado por Drew Carrey que já participou do Royal Rumble, inclusive “lutando” na Royal Rumble match em 2001. O Raw então acabou sendo misturado ao formato do programa. Santino, Jillian e IRS participaram duas vezes, tentando adivinhar preços. Também participaram Jericho e o jogador do Chicago Red Sox, A.J Pierzynski. Jericho teve a chance de ganhar uma viagem para o Hawai, mas teria que vencer MVP em um combate. É claro que perdeu, em um bom combate aliás. Mesmo que eles tenham já lutado na semana passada. Chavo Guerrero também teve a chance de ganhar um prêmio, um corvete vermelho conversivel. Mas perdeu o combate para Evan Bourne, com ajuda do anão. Santino concorreu a uma banheira de hidro-massagem gigantesca, a condição é que vencesse uma body slam match contra Big Show.´Perdeu óbviamente. Em compensação Mark Henry venceu Big Show no mesmo desafio, mas não ganhou nada e nós perdemos alguns minutos.

O show teve dois main events, Cody Rhodes enfrentou John Cena e perdeu por DQ após uma tentativa de Orton em atacar John Cena. E a DX enfretou Randy Orton e Chris Masters, um combate que foi definido após Barker girar uma espécie de roleta eletrônica.

Foi um MNR no minimo diferente. Barker pode não significar nada para nós noobs brasileiros, mas ele é uma lenda da tv americana. É como se o Silvio Santos resolvesse participar de um show de luta livre. Então isso é muito interessante para a WWE. Principalmente pela indentificação das familias americanas com Barker. Além disso o build up para o PPV não foi deixado de lado. O final do show foi totalmente dedicado a isso. Com um brawl entre a DX e Legacy e um RKO em uma cadeira aplicado por Orton eme Cena no encerramento do show.

Bom programa.

Que coisa não?

Que coisa não?

O véio gosta de dar porrada!

O véio gosta de dar porrada!

ROH On HDNet

O programa da Ring of Honor essa semana teve como main event o combate entre Jerry Lynn e Tyler Black. Confesso que esperava um pouco mais, mas até que no final o saldo foi bom. O combate foi vendido como uma luta de um veterano de 46 anos contra o grande wrestler na atualidade na ROH. O que não deixa de ser verdade. Lynn durante toda a luta foi o underdog que escapou de todas as tentativas de Black em finalizar o combate. No final Lynn venceu com um roll up graças a intervenção de Nigel Mcguinnes que provavelmente faz suas ultimas aparições na ROH, já que está indo para a WWE. Aliás Mcguinnes venceu facilmente um tal de AAron Scott, isso mesmo, com dois As. Eddie Kingston que não é parente do Kofi, muito menos jamaicano queria lutar contra Chris Hero, mas mandaram um tal de Sal Rinauro. O resultado é que Eddie venceu com um golpe apenas. Também com um nome desses, é jobber na certa. E pra fechar, o combate que na verdade abriu o programa, Rhett Titus e Kenny King vs Briscoes Bros. Os irmãos venceram o bom combate de abertura e no final se confrontaram com os American Wolves e os Stenerico.

Bom programa, mas o público esteve adormecido durante todos os combates.

Lá no Cais do Porto de Santos tem um monte dessas.

Lá no Cais do Porto de Santos tem um monte dessas.

Randy "The Ram" Robinson cumprimenta seus fãs!

Randy The Ram Robinson cumprimenta seus fãs!

ECW On SyFy

O ECW essa semana deu uma boa melhorada em relação ao de semana passada que havia sido realmente muito ruim. O primeiro combate Hurricane vs Burchill é candidato fácil ao melhor da semana, um ótimo combate, com outra atuação espetacular do melhor jobber da atualidade, Paul Burchill. Depois tivemos uma tag team match entre Yoshi Tatsu e Goldust vs Sheamus e Shelton Benjamin. Os heels venceram e depois sairam na porrada. É a segunda feud heel vs heel que o Shelton se envolve, talvez seja um teste para torna-lo face. Após isso Zack Ryder bateu um jobber, o engraçado é que a camera em certos momentos não focalizava o jobber, na hora do finisher e do pinfall por exemplo. Ficou muito estranho. E o main eventer foi até melhor do que eu esperava. Os Regal Boys, Kozlov e Ezekiel Jackson venceram Tommy Dreamer e Christian. Agora é esperar pra ver o que vai acontecer no Breakoing Point eu ainda aposto em uma vitória heróica de Christian.

Burchill o melhor jobber da atualidade em mais um grande combate.

Burchill o melhor jobber da atualidade em mais um grande combate.

Tomas Sonhador é observado pelos seus fãs!

Tomas Sonhador é observado pelos seus fãs!

WWE Superstars

O Superstars dessa semana foi diferente das anteriores, tivemos ao invés dos 3 combates de costume, cinco combates. E isso acabou não sendo bom, porque não tivemos nenhum combate de qualidade. Kane venceu Jimmy Wang Yang, nem sabia que ele existia ainda. Sheamus venceu Yoshi Tatsu, Nikki Bella venceu Katie Lea, Dolph Ziggler venceu Slam Master J. E The Miz e Jack Swagger venceram Kofi Kingston e Primo. O ultimo combate foi o melhorzinho, mas mesmo assim foi muito curto.

E isso foi o Superstars dessa semana.

TNA Impact

O Impact dessa semana já começou confuso. O show já se inicia com uma luta pela metade, eu não me lembro de já ter visto isso alguma vez na minha vida. O pior que as regras do combate não eram simples. Uma tag team match, os lutadores iam entrando um a um após uma contagem de tempo e não haviam apenas dois times e sim quatro. Doug Williams e Brutus Magnus vs Scott Steiner e Booker T vs Team 3D vs Robert Roode e James Storm. Eu só sei que quando eu me dei conta o combate já tinha acabado com o Brutus Magnus pinando o Steiner. Coisa de Vince Russo. E aí depois dessa zona, que tivemos a já costumeira promo com Kurt Angle vindo ao ringue e blá blá blá. Era como se a luta anterior fosse um recorte de algum Impact passado, muito tosco. Tivemos dois combates pelo torneio de tags das knockouts. Sarita e Taylor venceram Daffney e Alissa Flash e as Beautifull People venceram Madison e Roxxi que retornou com um penteado de playmobil. D’Angelo Dinero venceu Jay Lethal, Abbys squashou Stevie Richards. Cody Deaner venceu Tara com ajuda da Awesome kong em um combate com regras de MMA, eu só não lembro de ter rope break nas regras de MMA. Aliás eu não vejo graça alguma nesse Cody Deaner. O main event foi um bom combate, AJ Styles e Daniels vs Kurt Angle e Samoa Joe. Vitória de Styles e Daniels com uma ajudinha de Matt Morgan. Se a TNA dimuisse as baboseiras e não ficasse tentando enfiar um monte de coisas em um unico programa, teria mais tempo para main events desse calibre.

Programa sofrivel!

Pagou 25 dólares no WWE Shop!

Pagou 25 dólares no WWE Shop!

Velvet Sky aguarda seu momento de entrar no combate!

Velvet Sky aguarda seu momento de entrar no combate!

Friday Night Smackdown

O Smackdown dessa semana, teve sim, dessa vez, realmente a volta do Undertaker. Mas o main event foi uma submission match entre CM Punk e Matt Hardy. Punk venceu voltando a usar o anaconda vice. O outro main event da noite foi uma bellfast brawn, Finlay vs Mike Knox. Bom combate, pena que eles não conseguiram quebrar a mesa que estava no ringue. John Morrison venceu Charlie Haas pela centésima vez e depois fez um segmento divertidinho com Dolph Ziggler. Layla venceu Mellina com uma ajudinha de Michelle MCool. E Cryme Tyme perdeu de novo para Jericho e Big Show. Sinceramente eu pulei esse combate porque é sempre a mesma coisa e eu sei que não perdi nada. No fim mais uma boa edição do SD, com bons combates, boas promos, bons segmentos de backstage e o CM Punk comandando tudo como sempre!

Taker andou se bronzeando no Death Valley!

Taker andou se bronzeando no Death Valley!

No meio da mesa Finlay!!!

No meio da mesa Finlay!!!

Show da semana – Monday Night RAW

O RAW me ganhou pela originalidade. O programa ainda tem muitos defeitos, principalmente no star power. Mas nessa edição eles conseguiram adaptar ao programa alguém que não tem a menor ligação com a WWE e não combina de forma alguma com a temática do RAW. A adaptação ficou ótima. E sobre o programa em sí, o build up para o Breaking Point foi muito bom, principalmente os 10 minutos finais.


Show de horrores da semana – Impact

Começar o show com um combate pela metade e ainda com regras estranhas. Milhões de promos, combates curtos, colocar Styles, Angle, Joe e Daniels pra lutar por um tempo curtinho porque se gastou um tempo imenso com promos do Eric Young durante todo o programa e terminar o show com um heel turn do Homicide. Parece que esqueceram que o Imapct é um show de tv. Mesmo que a TNA goste de dinamismo e rapidez em seu show, tudo tem que ter um bom senso. Isso tudo porque eles gravam o Impact com semanas de antecedência. Imaginem se fosse ao vivo.

Combate da semana – Hurricane vs Paul Burchill

Eu já estava preparado para escrever que o combate da semana foi Angle e Joe vs Styles e Daniels, mas a TNA prefere gastar tempo de antena com o Cory Deaner. Então fiquei com Hurricane vs Paul Burchill. Eu adorava o Helms desde os tempos da WCW, peguei o finalzinho quando ele ainda era o Sugar Shane Helms. Depois veio o Hurricane que era divertidissimo, apesar de não muito original e depois o Gregory Helms que pra mim foi a sua melhor fase. Eu adorava o Velocity e o via todas as semanas onde ele reinava. Trocou o estilo flyer por uma coisa mais puroresu digamos. Hoje em dia graças as contusões que acumulou, principalmente a no pescoço que quase acabou com sua carreira, Helms não é mais o mesmo de antigamente e ainda tem que encarnar o Hurricane de novo, mas ainda pode nos dar ótimos combates como esse de terça. E ainda por cima junto ao Burchill que é o melhor jobber da atualidade, ele perde, mas sempre com ótimas atuações.

Galhofa da semana – Booker T e Steiner vs Brutus Magnus e Doug Williams vs Team 3D vs Robert Roode e James Storm

O pior de tudo é que o pouco que mostraram foi de um combate muito bom, mas foi a primeira vez que eu ví um programa de luta livre se inciar com um combate já pela metade e com regras não habituais ainda por cima. Se continuar assim logo logo eles reeditam a Last Man Standing Tag Team Match da WCW.

Lutadora da semana – Velvet Sky

Nenhum lutador essa semana ao ponto de ser homenageado aqui. Nenhuma lutadora também. A Velvet Sky também não luta porra nenhuma, mas tava gostosa pra caralho nesse último Impact. Então…

Garota talentosa!

Garota talentosa!

Great Khali da semana – Big Show

Em 2006 o Big Show se aposentou, o rapaz estava realmente Big. Se percebia que ele não estava saudável que estava a ponto de um infarto no ringue. No começo de 2008 Show retornou aos ringues, mais magro, lutou em um dos main events da Wrestlemania 24 e só. Nada do que Big Show fez de lá até agora prestou. Feuds ruins com Cena, Undertaker, Khali… E agora ele resolveu tirar satisfações com o indiano porque segundo ele, Khali rouba seus golpes. Sinto dizer, mas, Big Show, estavamos muito bem sem você.

PS: No começo do texto eu disse que estava no aguardo do Breaking Point. Eu havia escrito isso na segunda após o RAW, mas agora no domingo eu não estou mais no aguardo do Breaking Point, porque eu já assisti. RÁ!!!

PS2: O Breaking Point foi uma merda!

A Réplica!

setembro 10, 2009

Mostramos no post anterior que algumas comunidades no orkut questionam a veracidade da luta livre de forma inteligente e sucinta. Mas as comunidades que saem em defesa da modalidade não ficam atrás. Também temos espaços no orkut que garantem: WWE é pra valer.

Além de tudo você ainda pode ser pró-proprietario!

Além de tudo você ainda pode ser pró-proprietario!

Alguns acreditam que a veracidade é exclusividade da WWE…

Não é atoa que a comunidade tá bombando!

Não é à-toa que a comunidade tá bombando!

Alguns ainda tem duvidas sobre a questão…

duvida

Realmente... Quem ia ficar se machucando à toa?

Realmente... Quem ia ficar se machucando à toa?

E a dúvida nunca termina!

E a dúvida nunca termina!

Há até quem acredite que luta livre seja “fake”… Agora Wrestlemania não é não!

Será???

Será???

Se você ainda não tem uma opinião formada sobre o assunto, pergunte ao Michel Serdan… Afinal ele já esteve lá!

Espero que ele não tenha mandado nenhum e-mail contestando a jornalista!

Espero que ele não tenha mandado nenhum e-mail contestando a jornalista!