Manoel Serdan… a velha cobra que nunca mais se levanta

by

Olá fofuxos, aqui é a Ru, voltando de férias e caçando mais um gossip quentíssimo na internet. E, com toda a sinceridade que eu possa usar neste momento, estava rindo do final do TB da BWF para o Dentro do Ringue, blog do velhote Stiner que será uma ostra prenha para o UN, quando me deparo com mais um texto lúdico e educado do nosso colunista gagá, Manoel Serdan. Esse mesmo, o velho do pãozinho careca.

Muito que bem! O TB da BWF já estava a fechar suas portas citando Michel Serdan sem parar, quando o velho Manoel resolveu fazer o seu banquete, recheado a requeijão e patê. Como citou Marcos – O Desempregado – Martins, Michel é o “queridinho” do UN, mas o texto supracitado o desmente de forma veemente.

 

Olha a mentira, seu desempregado ingrato! Fazemos até postagem homenageando seu finado blog!

Mas este texto não é para dar mais um capítulo à eterna family feud Martins x Aquino, mas sim falar dos problemas de impotência de Manoel Serdan. O pobrezinho é zoado aqui na redação porque nem Viagra ajuda mais a baguetinha a endurecer. Para levantar o ego (já que o pinto não levanta mesmo) e tentar dar mais uma publicidade ao pobre portuga, com a autorização especial do meu barbeiro delicioso Kwellada, eu vou fazer uma entrevista com Manoel Serdan para entretê-los. Vamos a ela!

E vai começar o vira!

 

Em Portugal, é impossível falar em luta com bisnagas sem falar em Manoel Serdan. Décadas dedicadas ao preparo das maravilhosas iguarias lusitanas lhe deram, dentre outras coisas, o status de ícone e figurinha repetida nos jogos de bafo, álbuns e cadernos de estudantes de internatos. Nesta entrevista, o criador das Padarias Serdan (onde o sonho nunca acaba!) conta por que seu pênis não sobe mais.

 

Ru: Bom, Manoel, lá se vão mais de 50 anos de carreira (me corrija se eu estiver errada) e mais de 60 anos com a mão na massa…

 

Manoel: Completamente errado, senhorita bigoduda. Estreei profissionalmente aos 3 meses, em 1847, golfando dentro de uma tigela cheia de massa de pão. No dia seguinte, todos os fregueses falaram a meu pai que adoraram o pão recheado da nossa padoca, sinônimo de qualidade em Portugal e toda a Europa, principalmente na Índia.

 

Ru: Você começou com o lendário empresário Francisco São Geovane?

 

Manoel: É verdade! São Geovane foi um apóstolo não reconhecido de Geremias, que por pouco não se tornou o Messias (perdeu uma lucha de apuestas para um tal de Jesus). Foi o homem que me colocou em cima das bisnagas. Fiquei contente, porque os amadores só podiam botar a mão na bisnaga dos padeiros da época e só ficavam nas preliminares.

 

Ru: E o que mudou na padaria esse tempo todo? Era mais fácil fazer pães?

 

Manoel: A padaria mudou muito nesse tempo todo. Mais fácil é fazer suspiro e sonhos do que os pães. Esses endurecem com facilidade. Mas, como a padoca mudou com o passar dos ânus, hoje os pães não endurecem por nada nesse mundo! Quanto mais velho, mais mole fica.

 

Ru: Você foi o primeiro a colocar mulheres para trabalhar nas padarias, uma coisa que não era muito popular na época…

 

Manoel: Essa foi uma grande vitória nossa e do saudoso senhor Pacaembu, dono do estádio famoso de mesmo nome. Naquele tempo, ainda vivíamos sob o julgo da Censura Federal, que proibida mulheres de pegar em bisnagas, baguetes e outras coisas sem a devida proteção. Mas nós conseguimos fazer com que tal presença se disseminasse rápido graças à minha mulher, dona Aids. O senhor Pacaembu falou “coloca as mulheres, que eu seguro as bundas!”. Eu as colocava com carinho, nem doía…

 

Ru: E por onde andam essas padeiras?

 

Manoel: Neru, a mulher gorila, foi desmascarada. Descobrimos uma banana escondida em suas calças e a dispensamos. A Índia Amazonense desapareceu na floresta amazônica indiana e foi dada como morta ou capturada.

 

Ru: Você também causou polemica quando lançou o Gigantes da Padoca – A Nova Geração, com padeiros gostosos… digo, sarados. Mas eles usavam anabolizantes e isso não era bom para a imagem da padaria, certo?

 

Manoel: Foi aí que passei a ser odiado por muitas. Os homens eram musculosos e metiam a mão na massa. Mas usavam anabolizantes na massa e, na hora da bisnaga endurecer, ela ficava mirradinha… a freguesia protestou e eu tive que tirar os hormônios do crescimento de minha produção.

 

Ru: Mas você já fez sexo mascarado, né?

 

Manoel: É, eu chamava meu lulu de Mister P ou Senhor Pinto Grande e dona Aids falava que se eu não colocasse uma máscara no dito-cujo, não poderia fornicar. Como eu queria mesmo era comer uma rosca gorda, tive que ceder…

 

Ru: E como o lulu do Manoel se tornou Mister P?

 

Manoel: Mas você é burra, rapariga? Ô raios, Senhor PINTO GRANDE! Quer que eu desenhe?

 

Ru: Melhor não. Melhor que fique na memória.

 

Manoel: Rapariga danada você, hein? Quer ficar com o meu lulu na sua memória…

Embora eu tenha dito que não, ele insistiu em desenhar...

 

 

Ru: É a única forma disso aí continuar ativo, já que na vida real, não dá as caras… bom, já ouvi de algumas meninas que trabalharam na sua padaria falando mal de você. O Manoel é tão carrasco assim?

 

Manoel: O problema é que nem todas queimam a rosca. Elas só falam mal de mim por causa disso. Além disso, tivemos problemas quando começamos a fazer cookies. Cookie é bom, ninguém quer dar…

 

Ru: Você se arrepende de algo na sua vida?

 

Manoel: Arrependimento… hum… (pensativo)… deixe-me ver… (ele está fazendo aquela pose do Pensador)… vamos ver… (agora, ele pega um CD de Gabriel – O Pensador)… não.

 

Ru: Tempo desperdiçado… bom, se na próxima encarnação pudesse voltar como outra pessoa, quem você gostaria de ser?

 

Manoel: Encarnação? Estou pintado de vermelho e não sabia, ora pois?!?

 

Ru: Não, Manoel. Encarnação, nova vida, não encarnar, tornar vermelho…

 

Manoel: Ah sim, ô raios! Voltaria como uma calcinha.

 

Ru: Calcinha? Por que?

 

Manoel: Porque pode não ser a melhor coisa do mundo, mas está bem perto disso…

 

Ru: Engraçadinho… bom, todo grande homem tem ao seu lado uma grande mulher. No seu caso, é a dona Aids.

 

Manoel: Sim, eu sou doente por ela! Por ela eu dou meu sangue!

 

Ru: Deixe um recado para os fãs brasileiros que lêem este blog!

 

Manoel: Uma vez escutei isso de meu primo, parafraseando seu ídolo maior, Hulk Hogan: “Eu não sei quem colocou a lua lá em cima, mas de uma coisa tenho certeza. Ela, assim como a Terra, tem um pó mágico, azul que se lhe dá poderes”. Isso quer dizer… não sei.

 

Ru: Já que estamos falando de pozinho azul que faz as coisas subirem, passemos agora a um assunto mais delicado. Seus problemas de ereção.

 

Manoel: Melhor deixarmos isso debaixo dos panos. Por mais que você tente, não conseguirá trazer este assunto à tona. Então, aquele abraço que o portuga aqui tomou seu Tamarine há muito tempo e precisa defecar.

Pozinho azul? Viagra?!? Que nada, o que faz o portuga virar um foguete é o pozinho verde!!!

 

7 Respostas to “Manoel Serdan… a velha cobra que nunca mais se levanta”

  1. Marcos Martins Says:

    Sinceramente, o UN já teve textos melhores, mais coerentes na hora de fazer humor. Foi uma boa tentativa, mas muito repetitivo. Espero que essa bagaça melhore, senão fecha igual o TB da BWF.

  2. Klaus Cobra Says:

    A fase não está boa mesmo…

  3. Klaus Cobra Says:

    Pô gente, cadê os posts do nosso amado Universo Snoopy?

    Ô, Serdan, fala alguma coisa aí pra agitar essa galera! Já ví que é só você mesmo pra esquentar o clima dessa bagaça!

  4. Manoel Serdan Says:

    Mas eu só sei arremedar o meu primo, não sei fazer mais nada. E como vocês mesmos disseram, é um tema já batido…

  5. cancelados Says:

    1 ano sem universo noob, descanse em paz!

  6. Aln Says:

    Saudades dessa porra quando ainda tava ativa. Alguém sabe o que aconteceu?

    • juaumguterres Says:

      O dono do blog está com problemas de saúde, precisou ser hospitalizado e, no momento, não está em condições de atualizar o blog.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: